Deputado Sebastião Santos recebe diretores da RUMO Logística no Gabinete da Assembleia Legislativa

Após oito anos de muita luta e trabalho na busca de soluções e melhorias na Malha Ferroviária Paulista, principalmente nas regiões de Barretos e São José do Rio Preto, o deputado estadual Sebastião Santos (Republicanos) pode explanar com alegria sobre a notícia do ministro do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes, que na semana do dia 21 de maio de 2020, autorizou a renovação antecipada do contrato de concessão entre o Governo Federal e a Rumo Logística. O parecer foi aprovado por trinta anos e irá beneficiar os trechos de Araraquara, Pradópolis, Barretos e Colômbia. O investimento na malha paulista deve chegar aos seis bilhões de reais.

“Quero agradecer ao ministro do TCU que viu a necessidade da antecipação da renovação da malha ferroviária paulista, pois isso nos dá condições de lutar por ações que irão beneficiar nosso interior paulista, na busca de recursos e projetos viabilizando a chegada de empresas e geração de empregos”, parabenizou Sebastião Santos.

O parlamentar também explica em uma de suas falas a importância da concessão antecipada da malha férrea paulista, sobre o montante das ações de geração de emprego e renda, além dos benefícios para agricultura regional e o fomento de produtos e serviços essenciais aos polos indústrias de cada município paulista. “É de grande valia para a região de Barretos, pois ajudará não somente o Estado de São Paulo, mas como municípios da malha que liga os Estados de Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e o Paraná”, disse o barretense. “Uma das nossas lutas é poder trazer para Barretos um porto seco, interligando o aeroporto com a ferrovia e as rodovias estaduais e federais, possibilitando um desenvolvimento regional de grande porte, gerando fluxos na chegada de empresas multinacionais podendo gerar novos empregos, atraindo novos mercados de exportação e importação de produtos do nosso interior paulista”, exemplificou Santos.

Dentro do projeto apresentado para continuidade ao processo de renovação antecipada — por 30 anos — da concessão da malha paulista está incluso também o contorno ferroviário que abrange a malha que passa por São José do Rio Preto, Mirassol e Cedral. Os recursos da concessão da renovação serão utilizados para construção do contorno que terá extensão de 53,8 quilômetros com custo estimado de R$ 540 milhões. “Essa decisão do TCU vem de encontro com o nosso trabalho desde 2013, para retirada da linha férrea e desvio para áreas distantes da cidade. Estivemos diversas vezes em Brasília para cobrar providencias urgente quanto ao desvio dessa malha de São José do Rio Preto. Estaremos acompanhando e trabalhando para que essa realidade seja alcançada o mais breve possível”, comentou Sebastião Santos após saber da decisão do TCU.

Fonte: Abrahão Hackme / Assessor de Imprensa – Deputado Estadual Sebastião Santos (Republicanos)

Pandemia: Catanduva perde 654 postos de …

29-05-2020 Hits:184 Economia Fabio

O impacto do novo coronavírus para a economia mundial é devastador. Os efeitos da pandemia afetam desde as grandes metrópoles aos pequenos municípios. Catanduva não saiu ilesa e sente o...