A Unimed Catanduva atua preventivamente e tem, dentre as suas prioridades, o cuidado com as pessoas. Com foco neste trabalho, e em razão da pandemia vivenciada em todo o mundo, a operadora decidiu reforçar o cuidado aos beneficiários que fazem parte do principal grupo de risco da COVID-19: as pessoas acima de 60 anos.

Com o distanciamento social necessário, a equipe de Relacionamento com o Cliente (RCC), com apoio dos departamentos de Auditoria Médica e Intercâmbio, iniciou uma abordagem direta, com ligações aos respectivos beneficiários. Em média, estão sendo feitas 200 ligações/dia. 

De acordo com a gerente de relacionamento da cooperativa, Rosângela Aparecida Gisse Pinto, a operadora conta com 5.463 beneficiários idosos. 

“Durante a abordagem eles se mostram surpresos e agradecidos com a iniciativa da nossa cooperativa. Sentem-se acolhidos e mais seguros. E é exatamente para isso que estamos aqui: para informar, trazer segurança e cuidar, caso haja necessidade”, disse Rosângela. 

ABORDAGEM 

O atendimento acontece por meio de busca ativa. O atendente entra em contato com o beneficiário e verifica se o mesmo está cumprindo o isolamento, se conta com a ajuda de familiares, se apresenta sintomas de síndrome gripal, além de passar orientações de cuidados de higiene em casa. 

Caso apresente sintomas, o idoso ou familiar é orientado a fazer contato com a Central de Atendimento Unimed para a COVID-19, pelos telefones (17) 3531-3171 e 3531-3172, onde será feita a triagem e receberá orientação médica. 

Até o momento, em menos de oito dias, 500 beneficiários da cooperativa receberam as ligações com orientações preventivas. Destes, três se queixaram de sintoma de resfriado, sendo triados e devidamente orientados.


Fonte: Patrícia Santos / Unimed Catanduva

Desenvolvimento Social e juventude

26-09-2020 Hits:148 Artigo / Coluna Fabio

Considerado um país jovem, o Brasil tem mais da metade da população entre 0 e 34 anos. Os jovens, aqueles com idades entre 15 e 29 anos representam cerca de...