Catanduva retomou o serviço de nebulização costal de combate ao Aedes aegypti. Será mais uma ação para barrar a transmissão da doença na cidade. O trabalho – também conhecido como fumacê – começou pelo Jardim Bela Vista, onde estão os casos positivos mais recentes de dengue, ainda dentro do período para bloqueio.

Antes de entrar nos imóveis com a nebulização do veneno, os agentes de endemias visitam casa a casa e avisam os moradores sobre os procedimentos que devem ser adotados para facilitar a ação do inseticida. A recomendação é que sejam abertas portas e janelas, além de manter cobertos filtros de água, utensílios de cozinha e alimentos. As vasilhas de água de animais domésticos devem ser retiradas.

Nos últimos meses, a nebulização havia deixado de ser realizada no município devido ao desabastecimento do inseticida Malathion EW 44%, cuja distribuição é feita única e exclusivamente pelo Ministério da Saúde.

Uma remessa do produto foi liberada para Catanduva, via Estado – regional da Sucen em Rio Preto, nesta quarta-feira, dia 29. A partir de agora, o repasse do insumo ocorrerá de forma gradativa, diante do cenário de alto risco de transmissão.

Ao mesmo tempo, a EMCAa (Equipe Municipal de Combate ao Aedes aegypti) intensifica as visitas casa a casa; bloqueios contra criadouros; resgate de casas fechadas; atendimento a denúncias, ações educativas e mutirão aos finais de semana. Os trabalhos contam com apoio dos Agentes Comunitários de Saúde.

Em pouco tempo, o grupo de trabalho contará com reforço dos novos 20 agentes que serão contratados via processo seletivo, ainda em fase de inscrições.

A Secretaria Municipal de Saúde pede mobilização da população para os cuidados diários com a limpeza de casas e quintais, a fim de eliminar possíveis criadouros do Aedes. Na maioria das vezes, as larvas do mosquito são encontradas dentro das residências. Denúncias podem ser feitas pelo Disque-Dengue: 3531-9200.

Boletim

De acordo com o boletim epidemiológico desta quarta-feira, dia 29 de janeiro, Catanduva tem 440 diagnósticos de dengue confirmados este ano. Outros 1.043 exames estão em investigação, além de quatro mortes com a suspeita de dengue. Do começo de 2020 até agora, foram registradas 1.856 notificações.

Imagem: Comunicação/Prefeitura de Catanduva

Inauguração HAVAN CATANDUVA!

10-03-2020 Hits:225 Economia Fabio

A loja Havan Unidade Catanduva já tem data certa para inaugurar. Aproveite e cadastre seu currículo