Dinheiro é um assunto que ainda gera muitas dúvidas. A falta de conhecimento para administrar as finanças é um dos principais fatores para a inadimplência atualmente. Nesta área, a Maple Bear entende que é de suma importância ensinar os alunos a lidarem com seu 'dinheirinho' desde cedo. Em alguns casos, a curiosidade e o conhecimento que a criança leva para casa até mesmo estimula os pais a realizarem uma melhor organização do orçamento.

Na Maple Bear, a educação financeira faz parte das aulas regulares e é abordada de forma transversal em várias disciplinas, desde a Educação Infantil até o Ensino Médio. As atividades trabalhadas vão de encontro às vividas pelos alunos no cotidiano, como pequenas compras, orçamento doméstico e até projetos maiores. Nas aulas, eles aprendem a como lidar com as finanças do dia a dia, planejar, poupar para a realização dos sonhos ou qualquer emergência que possa surgir e, principalmente, conquistar a independência financeira. E o mais importante: cada atividade é trabalhada de acordo com o período escolar, desde o lúdico até o pré-vestibular.

Um exemplo interessante está na Maple Bear Mooca, em São Paulo. Nesta escola, a educação financeira integra a disciplina de Língua Portuguesa e recebe o nome de 'Trocas e Trocos'. Em 2019, a escola criou uma dinâmica na qual cada classe teria que desenvolver uma ação diferente para arrecadar fundos que seriam doados a uma instituição para tratamento do câncer. A parte da 'Tesouraria' ficou a cargo do 3º ano do ensino fundamental. Algumas salas venderam cupcake e gelatina na porta da escola, outra fez um show no pátio, etc. Ao final das vendas, a turma do 3º ano fez a conferência dos valores e ainda produziu um cheque fictício que foi entregue ao representante da instituição. Além disso, a turma ainda confeccionou cartazes com a prestação de contas citando os valores arredados por cada sala.

Outro exemplo aconteceu na Maple Bear de Santana, também na capital Paulista. Os alunos do 3º ano do ensino fundamental estavam se reunindo para visitar um parque temático e foi aí que os professores sugeriram uma atividade com meta financeira para que cada um conquistasse seu próprio valor para o ingresso. Antes da atividade ser colocada em prática, alguns conceitos como trabalho remunerado, formas de poupar e como é possível doar dinheiro, tempo e talento foram trabalhados pela turma. Após a parte teórica, o grupo iniciou as vendas de brigadeiro, suco, canudo de metal para familiares e amigos convidados, arrecadando o valor necessário para os ingressos do parque para toda a turma.

Com essas atividades, as crianças aguçam a criatividade e já crescem sabendo que não é possível comprar tudo, que é necessário planejamento para comprar aquele brinquedo que tanto quer e que a mesada tem que ser dividida para durar todo o mês.

"Nossa intenção é inserir essas instruções de forma ao mesmo tempo orgânica nas disciplinas e com aplicação prática na vida dos alunos, afinal, ninguém nasce sabendo como administrar essas questões e quanto mais cedo o aprendizado maior a chance de cristalizar as melhores práticas. Não raro essa orientação acaba chegando as famílias, tornando a absorção dos conteúdos ainda mais profunda", afirma Cintia Sant'Anna, diretora acadêmica da Maple Bear.

Sobre a Maple Bear

Com origem em North Vancouver, British Columbia, Canadá, e com mais de 500 escolas em 24 países, atendendo mais de 40 mil crianças e adolescentes, a Maple Bear Canadian School é líder mundial em educação bilíngue, oferecendo ensino Infantil, Fundamental e Médio de alta qualidade, fundamentado nas melhores práticas que posicionam a educação canadense entre as melhores do mundo. As escolas Maple Bear proporcionam um sistema de aprendizagem centrado no aluno, em um ambiente seguro e estimulante, despertando a paixão por aprender ao longo de toda a vida. No Brasil, a Maple Bear está presente em todos os estados do País com mais de 140 escolas, que contam com uma metodologia canadense de ensino experiencial, bilíngue e multicultural. Em 2017, o Grupo SEB tornou-se o controlador da master franquia brasileira, que investe em treinamento com educadores canadenses, oferece uma oportunidade de negócio sólido e com propósito social que contribui com a formação dos jovens e do País.

Fonte: DFREIRE Comunicação e Negócios

Doador de material genético: direito à…

14-11-2020 Hits:230 Artigo / Coluna Fabio

No filme canadense Starbuck, baseado em uma história real, o personagem central David Wozniak, um simples açougueiro cheio de dívidas, descobre ser pai de 533 filhos, e, para apimentar a...