Com o aumento do preço dos combustíveis e a possibilidade de escolha possibilitada pelos motores flex, é importante que o consumidor observe com atenção as alternativas disponíveis para obter a melhor equação possível de preço para abastecer seu veículo. "A primeira orientação é pesquisar os preços, sempre lembrando que a gasolina formulada e a de refinaria têm a mesma qualidade, o que não justifica pagar mais em decorrência de um mito difundido no mercado", alerta Rosangela Gomes, química responsável da Copape.

Identificados os preços mais baixos que o consumidor encontrar para a gasolina e o etanol, é preciso decidir, então, qual combustível proporcionará mais economia. Para isso, o cálculo é simples, salienta Rosangela, explicando: "Basta dividir o preço do litro do etanol pelo da gasolina. O álcool somente será mais vantajoso se o resultado da conta for menor do que 0,7".

A especialista ressalva, porém, que esses cálculos consideram o uso de combustíveis de boa qualidade e não adulterados. Por isso, é importante abastecer sempre em postos da confiança. É fundamental entender que todos os combustíveis distribuídos e comercializados por empresas que primam pela lisura atendem aos requisitos exigidos pela ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

"Conhecendo-se essa questão técnica, inclusive o fato de não haver diferença entre gasolina formulada e a de refinaria, o consumidor consegue otimizar seu dinheiro, pagando menos para rodar mais", conclui Rosangela Gomes.

Fonte: Ricardo Viveiros & Associados — Oficina de Comunicação

Gestão financeira: 5 dicas valiosas par…

18-03-2021 Hits:1331 Economia Fabio

Para quem não tem o hábito, pode parecer complicado organizar as finanças pessoais. O relacionamento da maioria das pessoas com o dinheiro pode ser muito semelhante àquele com o dentista...