A edição online do Território Cênico, projeto de formação e difusão cultural da Cia. Cênica, chega ao mês de setembro dando continuidade à série de lives artísticas exibidas no canal da companhia rio-pretense no YouTube (www.youtube.com/user/ciacenica). Entre esta quarta-feira (2/9) e a próxima segunda (7/9), a programação contará com três lives, envolvendo as áreas de dança e teatro.

 

Um dos destaques é o bate-papo que acontece nesta quinta-feira (3/9), às 20h, dentro da série Encontros Possíveis. A live será comandada pela atriz e diretora teatral Beta Cunha e terá como tema "A presença dos artistas negros nas artes cênicas". No encontro, Beta receberá a atriz Jane Fernandes, do Grupo 59 de Teatro, de São Paulo, e o ator Ícaro Negroni, da Cia. Cênica, convidados a compartilhar suas trajetórias.

 

Durante o bate-papo, Beta também irá traçar um panorama histórico sobre a trajetória de artistas negros nas artes cênicas no Brasil, desde a criação do Teatro Experimental do Negro. O enfoque especial será dado ao trabalho e à história de atrizes como Ruth de Souza e Chica Xavier. A artista rio-pretense também falará sobre atrizes da chamada "nova geração" ou contemporâneas.

 

Mais programação

Antes do bate-papo, nesta quarta-feira (2/9), 20h, tem a live para compartilhamento da pesquisa "Corpo em Crise: uma relação entre a dança e o tempo", desenvolvida pelas bailarinas e atrizes Andrea Capelli e Cássia Heleno no âmbito do Núcleo de Pesquisa Cênica, coordenado pela Cia. A live terá uma apresentação de dança mostrando o resultado da pesquisa. O trabalho investigou o tempo como elemento da dança a partir de atividades e exercícios desenvolvidos junto a um grupo de participantes-colaboradores. Após a apresentação, haverá bate-papo com reflexões sobre dança em tempos de isolamento.

 

Já na próxima segunda-feira, feriado de 7 de setembro, 20h, a Cia. Beradeiro participa do Território Cênico com a leitura dramática do texto "Refugo", de Abi Morgan, que está em processo de montagem com direção de Ricardo Matioli.

A peça traz a história de Kojo, criança que, em seu aniversário de onze anos, vê sua família ser assassinada por guerrilheiros em meio à guerra civil. Aos 14, mandado a um abrigo para crianças refugiadas, é posto para fora por ser considerado um homem. Após a leitura, a Beradeiro falará sobre seu processo de montagem. A atividade é fruto da orientação artística realizada pela Cia. Cênica junto ao grupo.

 

Além das lives no canal do YouTube, o público poderá acompanhar outras ações do Território Cênico nas redes sociais da Cia. Cênica (Facebook @cia.cenica e Instagram @ciacenica): os vídeos da série Cápsulas Poéticas (terças e sábados) e os vídeos da pesquisa Medicina de Quintal (quartas e domingos).

 

A programação do Território Cênico 2020 é viabilizada pelo Programa de Ação Cultural (ProAC), da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo. Até 24 de setembro, serão desenvolvidas 40 atividades artísticas, todas gratuitas.

 

Serviço:

PROJETO TERRITÓRIO CÊNICO 2020

Realização: Cia. Cênica, com apoio do Programa de Ação Cultural (ProAC), de 16 de julho a 24 de setembro de 2020. Gratuito.

Programação completa: http://ciacenica.com.br/sit/territorio-cenico/

 

PROGRAMAÇÃO 2 A 7 DE SETEMBRO

 

Compartilhamento de Pesquisa "Corpo em Crise: uma relação entre a dança e o tempo"

Com Andrea Capelli e Cássia Heleno, bailarinas e atrizes

Exercício cênico resultante da pesquisa "Corpo em crise: uma relação entre a dança e o tempo", de Andrea Capelli e Cássia Heleno, que investigou o tempo como elemento da dança a partir de atividades e exercícios desenvolvidos junto a um grupo de participantes-colaboradores. Após a apresentação, haverá bate-papo com reflexões sobre dança em tempos de isolamento.

Quando: 2/9, quarta-feira, 20h

Onde: www.youtube.com/user/ciacenica

Não é necessário fazer inscrição. 120 minutos

 

Bate-papo "A presença dos artistas negros nas artes cênicas"

Com Beta Cunha, atriz e diretora teatral

No encontro, a atriz e diretora teatral rio-pretense Beta Cunha irá traçar um panorama histórico sobre a trajetória de artistas negros nas artes cênicas no Brasil e receberá a atriz Jane Fernandes, do Grupo 59, de São Paulo, e o ator Ícaro Negroni, da Cia Cênica, de São José do Rio Preto, que compartilharão suas trajetórias.

Quando: 3/9, quinta-feira, 20h

Onde: www.youtube.com/user/ciacenica

Não é necessário fazer inscrição. 120 minutos

 

Leitura dramática "Refugo"

Com Cia. Beradeiro

Leitura dramática do texto teatral de Abi Morgan, que está em processo de montagem com direção de Ricardo Matioli. A peça traz a história de Kojo, criança que, em seu aniversário de onze anos, vê sua família ser assassinada por guerrilheiros em meio à guerra civil. Aos 14 é mandado a um abrigo para crianças refugiadas de onde é posto para fora por ser considerado um homem. Após a leitura, a Cia. Beradeiro irá falar sobre seu processo de montagem. A atividade é fruto da orientação artística realizada pela Cia. Cênica junto ao grupo.

Quando: 7/9, segunda-feira, 20h

Onde: www.youtube.com/user/ciacenica

Não é necessário fazer inscrição. 120 minutos. 14 anos 

 

Fonte: Graziela Delalibera

Perigo por trás das câmeras: privacida…

01-08-2020 Hits:139 Artigo / Coluna Fabio

Ameaça é utilizada para invadir dispositivos e roubar informações pessoais das vítimas