Conhecer novos destinos, culturas, paisagens ou simplesmente desfrutar de experiências inéditas em diferentes lugares no seu próprio país ou então no exterior. Essas são as principais motivações do turista, que celebra o seu dia em 13 de junho.


Conforme a pesquisa da FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo), o turismo brasileiro está em alta e o primeiro trimestre de 2024 já é o melhor para o setor desde 2019, ano da pré-pandemia. Além disso, o faturamento do período registrou R$ 48,2 bilhões, número 1,9% maior que o mesmo período de 2023.


Para auxiliar os diversos perfis de turistas, convidamos Bruno Manhães, docente da área de turismo do Senac São Paulo, para apresentar as tendências e novos conceitos turísticos que devem agradar aos viajantes em busca dos mais variados tipos de experiências.

"Viajar faz parte da vida contemporânea, é sinônimo de qualidade de vida e impacta na perspectiva social. O turismo está popularizado, não é para elite, e pode ser feito na própria cidade", conta Bruno Manhães.

  • Turismo de experiência.

Neste estilo de viagem, o turista é o protagonista. A ideia é que o viajante tenha muita interação e vivências com a comunidade, a cultura local e leve os aprendizados para casa.

  • Turismo Criativo

Este segmento busca encontrar potencialidades da indústria criativa em locais onde não existe, digamos assim, um turismo tradicional.

A intenção é aproximar os turistas dos produtores culturais locais que serão anfitriões e proporcionarão experiências genuínas, a exemplo de uma caminhada fotográfica com um fotógrafo local, visita aos ateliês em diferentes territórios para aprender a fazer renda ou viajar para degustar pratos regionais

  • Turismo Pedagógico

Tem por objetivo usar o território ou a cidade como espaço educativo. O aprendizado é lúdico, profundo e o aluno vivencia o aprendizado na prática, conforme os conteúdos pedagógicos.

Neste segmento, a finalidade da viagem não é só lazer e exige planejamento e articulação coletiva entre o guia de turismo, professor e aluno.

  • Turismo Cultural

É um segmento amplo, complexo e está conectado com o turismo de experiência e criativo. A cultura está em todo lugar!

A motivação do viajante é ampliar o repertório, adquirir novas referências seja em atividades eruditas ou populares como curtir festivais de música, festa junina, conhecer o folclore, visitar museus, entre outros.

  • Slow travel

É perfeito para quem busca viajar com mais qualidade e menos quantidade de lugares para visitação. O foco é desacelerar e participar de experiências imersivas relacionadas ao bem-estar, apreciar os detalhes arquitetônicos, belezas naturais ou realizar uma simples conversa com a população local sobre cultura, história e tradições. Tudo sem pressa!

  • Turismo Étnico e Afro

É o passeio certo para quem deseja vivenciar e conhecer as culturas dos povos originários ou visitar os territórios do povo preto em aldeias ou quilombos, respectivamente. Neste segmento, é importante procurar agências responsáveis que prezam por deixar um legado positivo às localidades, como por exemplo, a contratação de guias de turismo locais que possam falar com legitimidade sobre a sua cultura.

Fonte: In Press Porter Novelli

Thermas Park Resort é o 1.º de Olímpi…

08-11-2021 Hits:1291 Região Fabio

A proposta é receber moradores da cidade e região para a combinação de café da manhã com almoço um domingo por mês