O isolamento social causado pela pandemia do novo coronavírus tem aumentado o volume de acessos à internet. Cientes de que as pessoas têm passado a maior parte do tempo diante do computador, quadrilhas especializadas em crimes digitais aproveitam o momento para aplicar golpes, principalmente criando sites falsos de leilões virtuais, modalidade que tem crescido durante a pandemia.

De acordo com Marina Honda, diretora de operações da MaisAtivo, empresa de intermediação do Grupo Superbid, os sites criados pelas quadrilhas são muito sofisticados, com fotos dos bens e logomarcas das empresas reproduzidas de forma muito parecida com os verdadeiros portais de leilão.

- Dessa forma, induzem o internauta a acreditar que estão realmente participando de um pregão real -, diz Honda.

Segundo ela, é preciso estar atento a detalhes e ter conhecimento de informações que evitem problemas no futuro. A primeira recomendação da diretora de operações da MaisAtivo é ficar atento ao edital do leilão.

- Todo leilão oficial possui um edital com as condições de venda e pagamento, neste consta o nome completo do leiloeiro e seu número de matrícula na respectiva junta comercial -, explica Marina, acrescentando que todo leiloeiro precisa ser cadastrado na Junta Comercial do Estado em que atua.
 
- Na Junta Comercial de São Paulo, por exemplo, há uma lista com o nome de todos os leiloeiros, telefone e endereço. Caso haja dúvidas, o interessado pode entrar em contato com o profissional para averiguar se o leilão é oficial.

Outra dica, de acordo com Marina, é visitar os lotes à venda. Dessa forma, o interessado pode checar se os bens leiloados existem e em que condições se encontram.

- Todos os lotes ficam disponíveis para visitação. Assim, se é a primeira vez que a pessoa participa de um leilão, é recomendado que ela vá até o local para certificar-se do bem que está adquirindo.

Além da visitação, Marina lembra que o arrematante pode acompanhar o leilão fisicamente, embora a modalidade virtual esteja em alta.
 
Fonte: Dona Comunicação

FPA recebe doação do Estado por meio d…

09-09-2020 Hits:167 Saúde Fabio

A Fundação Padre Albino recebeu doação de 22 mil unidades de máscaras cirúrgicas descartáveis, 3.200 unidades de máscaras respiratórias NR95 e 400 protetores faciais incolores, que serão utilizados nos setores...