A Fundação Padre Albino recebeu na tarde desta segunda-feira (15), cinco respiradores do Governo do Estado de São Paulo, que vieram escoltados pelo batalhão de choque da Polícia Militar. Na região, além da Fundação, o Hospital de Base de Rio Preto recebeu dez respiradores.

No total são 140 respiradores enviados nesta segunda para hospitais em diversas regiões pelo Governo do Estado de São Paulo. Os novos equipamentos permitem a ampliação de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para garantir atendimento a pacientes contaminados pelo coronavírus que estão em estado grave.

No início do ano, a Fundação Padre Albino elaborou Plano de Contingência para os hospitais Emílio Carlos e Padre Albino enfrentarem a pandemia do COVID-19. O plano contempla a criação de 20 leitos de UTI adulto e 22 leitos de Enfermaria adulto no Hospital Emílio Carlos e a implantação da URA/Unidade para Respiratórios Agudos. “Em decorrência disso solicitamos à Secretaria de Estado da Saúde a habilitação e equipamentos para esses leitos de UTI, como respiradores, por exemplo, que recebemos agora”, informou a diretora de Saúde e Assistência Social, Renata Bugatti.

Os respiradores foram recebidos pelo administrador do Hospital Emílio Carlos, Benedito Carlos Rodrigues, e pela gerente de Captação de Recursos, Angélica Rodrigues.

Mais respiradores

 Prefeituras da região de Araraquara receberão 21 ventiladores pulmonares para fortalecimento da rede hospitalar: 10 para Araraquara, 6 para São Carlos, 2 para Américo Brasiliense e 3 para Taquaritinga. Marília receberá  22 equipamentos, 12 para o Hospital das Clínicas  e 10 para o Hospital Universitário.

Para a região de São João da Boa Vista serão 27 respiradores. Cinco para a Santa Casa de Misericórdia Dona Carolina, dois para a Prefeitura de Vargem Grande do Sul, 10 para o Hospital São Vicente e 10 para a Santa Casa de Mococa.

A região de Campinas receberá o reforço de 24 equipamentos, sendo 5 para a Santa Casa de Bragança Paulista, 4 para a Fundação Beneficente de Pedreira, 10 para a Prefeitura de Paulínia e 5 para o Hospital Augusto de Oliveira Camargo, em Indaiatuba.

Na região de Ribeirão Preto serão destinados 4 ventiladores pulmonares para o Hospital Santa Lydia, 1 para a Prefeitura de Sertãozinho e 3 para a Prefeitura de Monte Alto, totalizando 8 ventiladores pulmonares. Na região de Taubaté, a Prefeitura de Caçapava receberá 5 equipamentos.

Na Grande São Paulo serão 15 respiradores para o Hospital Doutor Osiris Florindo Coelho, em Ferraz de Vasconcelos, e três para a Prefeitura de Arujá.

O Governador João Doria anunciou nesta segunda-feira (15) que o Governo de São Paulo já recebeu, desde o início da pandemia do coronavírus, um total de 2.360 respiradores para ampliar o atendimento às pessoas contaminadas. “Tínhamos, antes da pandemia, 3.500 e agora temos 7.610 leitos de UTI. É um número recorde de unidades de terapia intensiva. Isso faz muita diferença no sistema de proteção preventiva e tratamento para a saúde dos brasileiros de São Paulo”, destacou Doria.

A distribuição é técnica e feita para locais com maior demanda de internações por COVID-19 e estrutura para novos leitos, permitindo ampliação da capacidade de atendimento da rede pública de saúde.

O Governo de São Paulo já dobrou o número de leitos de terapia intensiva abertos desde o início da pandemia, ultrapassando 7 mil vagas para atendimento a pacientes graves. Com a chegada de mais respiradores, a rede segue em franca ampliação.

 Fonte: Fundação Padre Albino

Secretaria de Educação planeja retomad…

25-04-2020 Hits:382 Educação Fabio

Cronograma das redes estadual e municipais será regionalizado, mas só entrará em vigor após aval do Centro de Contingência do coronavírus