Internada no Hospital Unimed São Domingos (HUSD), após 27 dias de luta contra a Covid-19, a dona de casa Daiane Cristina da Cruz, de 32 anos, recebeu alta nesta quinta-feira, 10, rodeada de carinho e aplausos por toda equipe da unidade.

Além de lutar pela própria vida, Daiane foi a primeira paciente grávida diagnosticada com a Covid no hospital. A jovem mãe foi internada no dia 14 de agosto e ficou em coma por dia 16 dias. No dia 1º setembro, com 27 semanas e quatro dias de gestação, foi necessário interromper a gestação e nasceu a pequena Ayla Vitória. A cesária de urgência foi necessária para priorizar a vida da de ambas. Mãe e filha se conhecerem após oito dias.

“No começo não entendido que havia acontecido comigo. Mas só após vê-la fiquei feliz. Eu venci a Covid, graças a Deus estou bem. Fiquei alguns dias intubada com uma lesão grave no pulmão, mas me recuperei bem e agora nossa próxima etapa é buscar nossa princesa Ayla”, disse Daiane, que também lembrou da primogênita Anahi Vitória de 9 anos. “A Anahi também é especial, descobrimos que ela tem autismo aos 2 anos de idade e com muito apoio ela evoluiu”.

Para o pai, José Marcos da Silva, este é mais um desafio que a família unidade irá vencer, ele e Anahi também tiveram Covid, porém com sintomas leves.  “No começo foi tudo muito difícil, conseguia notícias somente por telefone. Com auxílio de toda equipe, principalmente do Dr. Braz e a psicóloga Renata tivemos muita tranquilidade, e com fé e esperança estamos confiantes. Todos os profissionais que estão aqui estão de parabéns. Desde a portaria, limpeza, todos setores”.

Quadro estável

A pequena Ayla Vitória diferente da mãe não teve Covid, nasceu com 35 centímetros, pesando 1,200 kg. Seu quadro é considerado estável e segue com cuidados intensivos de suporte à vida.

Fonte: Unimed Catanduva

Governo de SP e Sebrae disponibilizam mi…

24-06-2020 Hits:245 Economia Fabio

Programa Empreenda Rápido oferece linhas de crédito com a menor taxa de juros do mercado visando melhorar produtividade das pequenas empresas no estado