Conhecido como Setembro Amarelo, o mês de setembro é dedicado à conscientização sobre o suicídio. No próximo dia 10, Dia Mundial de Conscientização e Prevenção ao Suicídio, o mundo está diante de uma triste realidade: o aumento do número de casos de suicídios por problemas de saúde mental. 

Visando conscientizar seus funcionários e a população sobre a importância de cuidar da saúde mental, a Fundação Padre Albino lança a Campanha Setembro Amarelo, #ÉPRECISOAGIR, com ações de conscientização em todas as suas unidades de negócios. Para esta campanha foram produzidas peças publicitárias, como cartazes digitais, e-mails marketing, entre outras, que buscam enfatizar esses sinais de alerta para o público.

De acordo com os dados da cartilha "Informando para prevenir", publicada pela ABP e pelo CFM, 96,8% dos casos de suicídio registrados estão associados com histórico de doenças mentais, que podem ser tratadas, seja pelo autoconhecimento da doença ou por auxílio de familiares e amigos. O reconhecimento desses fatores é fundamental e pode ajudar.
Um dos focos este ano é observar os sinais de alerta no ambiente de trabalho. Um dado importante apontado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), infelizmente, é de a depressão ser a segunda maior causa de afastamento no trabalho, o que pode desencadear um processo sem volta ao suicídio quando não detectado por um profissional ou por familiares e amigos.

Estudos norte-americanos citam que o comportamento suicida pode estar associado com a impossibilidade do indivíduo de identificar alternativas viáveis para a solução de seus conflitos, optando pela morte como resposta de fuga da situação estressante, entre outros fatores. “A ajuda irá depender de cada contexto; portanto é sempre aconselhável os colegas de trabalho, pessoas próximas e familiares ficarem atentos aos comportamentos acima e focar na prevenção”, alerta a psicóloga da Fundação Padre Albino Luciana Calza, que conclui: “Aprender os sinais de alerta de suicídio e saber como obter ajuda e tratamento profissional é fundamental e pode salvar uma vida – a sua própria ou da outra pessoa”.

GRUPO DE APOIO AO TRABALHADOR - O Departamento de Recursos Humanos da Fundação Padre Albino possui o GAT (Grupo de Apoio ao Trabalhador), que oferece atendimento o ano todo aos seus funcionários, com psicólogo, médico, educador físico e assistente social, com o objetivo de cuidar da saúde física, mental e social de seus funcionários. Para eventuais dúvidas e encaminhamentos segue números do GAT: (17)99174 9631 ou (17)3311-3200.

Fonte: Fundação Padre Albino

#EMCASACOMSESC Estreia programação par…

22-05-2020 Hits:273 Cultura Fabio

Série voltada a pais e filhos passa a oferecer apresentações todos os sábados, às 12h, com transmissão pelo YouTube do Sesc São Paulo e no Instagram do Sesc ao Vivo