A Diretoria Executiva da Fundação Padre Albino, diante de nota veiculada sobre a solicitação de novos leitos hospitalares para COVID-19, esclarece que não solicitou e nem autorizou pessoas a solicitarem ou a representarem em qualquer órgão público ou privado.

            O diretor-presidente Reginaldo Lopes disse que “a Fundação gostaria muito que isso fosse possível; entretanto, Catanduva e região enfrentam hoje a falta de profissionais da área da saúde, dificuldades para manter a atual estrutura devido, também, ao afastamento de muitos desses profissionais, além da falta de medicamentos, o que já é de conhecimentos de todos”.

            O diretor-presidente lembrou que a Fundação criou 20 leitos de UTI e 22 de Enfermaria para atendimento COVID pelo SUS, hoje com taxas elevadas de ocupação, pois está contratualizada para atender pacientes de Catanduva e dos 18 municípios da região, ou seja, uma população estimada em aproximadamente 320 mil habitantes.

            “Estamos no pior momento da pandemia em Catanduva, com o aumento de novos casos e de mortes”, alerta Reginaldo, pedindo que a população, na medida do possível, faça isolamento social e não deixe de adotar as medidas preventivas, como lavar sempre as mãos com água e sabão, evitar aglomerações, usar máscara e álcool em gel.

Fonte: Fundação Padre Albino

Nova ponte da rua 24 de Fevereiro será …

21-01-2020 Hits:351 Cidade Fabio

A duplicação da ponte da rua 24 de Fevereiro avança. As bases que sustentarão a nova passagem já foram anexadas e, na atual etapa, é realizado o nivelamento do pavimento...