A prefeita Marta assinou decreto que aponta Calamidade Pública no município de Catanduva buscando obter recursos emergenciais para o combate do Coronavírus na cidade. - O decreto foi publicado na noite desta terça-feira no imprensa oficial.

Preocupado com o aumento no número de suicídios que vem acontecendo o segundo secretário, Wilson Paraná, relembra que desde 2016 vem solicitando ao Executivo Municipal, bem como ao Setor Competente sobre a existência de estudos ou projetos para instalação de grades de Segurança no pontilhão “Miguel Pachá”, no cruzamento com a avenida São Domingos.

Nesta quarta-feira, 1 de abril, o vereador Mauricio Gouvea, protocolou um requerimento endereçado a Prefeita Municipal, pedindo para que Marta Maria do Espírito Santo Lopes determine ao setor competente , que elabore estudos e a viabilidade de neste período de Pandemia em que vivemos, que não seja efetuada a cobrança de Área Azul na cidade de Catanduva.

Na última quinta-feira, 26 de março, o Primeiro Secretário do Legislativo Catanduvense, Wilson Paraná, recebeu uma denúncia de que a Prefeitura Municipal de Catanduva estaria realizando um leilão dos animais que estão sob a sua responsabilidade, os quais estão sendo tratados no complexo do Recinto de Exposições “João Zancaner”.

Em mais uma sessão plenária de votação e momento histórico ao parlamento paulista, o deputado estadual Sebastião Santos (Republicanos) votou favorável via sistema totalmente virtual, juntamente aos demais deputados, o Projeto de Decreto Legislativo nº 05/2020, que reconhece a ocorrência do estado de calamidade pública aos municípios do Estado de São Paulo, que tenham requerido em decorrência da pandemia causada pelo Coronavírus (Covid19).

Medida cabe a não cobrança a nenhum usuário que necessita viajar, além dos caminhoneiros e serviços essências para conter o Coronavírus (Covid-19)

A prefeita Marta do Espírito Santo Lopes pediu ao deputado federal Baleia Rossi a liberação de recursos para implantação de um hospital de campanha em Catanduva, caso o número de pacientes aumente além da capacidade da rede de saúde. A verba serviria, também, para aquisição de respiradores ao Hospital Emílio Carlos.

Prevendo as dificuldades financeiras que os munícipes irão enfrentar nos próximos dias, o parlamentar requereu um prazo maior para pagamento dos impostos municipais, Refis e taxas, incluindo a fatura de água

O Segundo Secretário do Legislativo Catanduvense, o vereador Wilson Paraná, juntamente com a Deputada Estadual Beth Sahão, conseguiram para Catanduva, mais uma verba no valor de R$ 120.000,00 (cento e vinte mil reais), para a saúde.

Máscaras passam a ser obrigatórias no …

30-04-2020 Hits:273 Cidade Fabio

A Prefeitura de Catanduva adotou novas medidas para o enfrentamento ao coronavírus. A partir da próxima segunda-feira, dia 4 de maio, o uso de máscaras passará a ser obrigatório em...