Ao longo de 41 anos de atuação no mercado imobiliário, a MRV intensificou seus investimentos nos pilares ESG (Enviromental, Social and Governance) se tornando referência no setor quando se trata de sustentabilidade. Apesar da temática ter ganhado destaque no último ano entre as empresas, a companhia já adota ESG como metas permanentes para sua alta gestão desde 2015. Exemplo disso está no investimento em urbanização, que se refere ao valor que é aplicado diretamente nas cidades de atuação da companhia. Somente no ano passado, a MRV, uma plataforma de soluções habitacionais, investiu cerca de R$ 230 milhões nos municípios onde atua com execução de obras de pavimentação, construção de estações de tratamento de água e esgoto, de parques, ciclovias, entre outras diversas melhorias em equipamentos públicos de forma espontânea ou por meio de parcerias público privadas acordadas com prefeituras em função de seus empreendimentos.

A MRV está presente em mais de 160 cidades em todo o Brasil. Se somada ao investimento dos últimos quatro anos, a quantia empregada para garantir mais qualidade de vida dos seus clientes e da vizinhança dos seus empreendimentos chega a R$ 1 bilhão. Segundo presidente da companhia, Eduardo Fischer, este valor faz parte de uma estratégia de negócio da MRV. “É o conceito de entrega do nosso produto, por isso não somos apenas uma construtora, entregamos soluções em moradia. E a moradia não se resume ao apartamento de ótima qualidade. Toda a vizinhança de um empreendimento influencia o valor agregado do imóvel, como boas vias de acesso, iluminação pública, saneamento, espaços de lazer e integração com o meio ambiente. Isso traz benefício para toda comunidade ou mesmo um bairro inteiro”.

Também em 2020,  a MRV destinou mais de R$ 5 milhões para o plantio de árvores, o que representa 160 mil mudas espalhadas por todo o país. O plantio ocorre com finalidades diversas, desde paisagismo até a recomposição de áreas de preservação ambiental. Esta ação está prevista na “Visão 2030 MRV”, documento que relaciona as atividades da empresa ao alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), sendo um importante norteador do investimento relacionado à sociedade e meio ambiente.

No ano passado, o presidente Eduardo Fischer, se tornou um Líder de ImPacto, programa do Pacto Global da ONU, que coloca presidentes de grandes marcas como porta-vozes da sustentabilidade para a evolução dos negócios inserindo os ODS nas estratégias de suas companhias. Fischer adotou o ODS11, Cidades e Comunidades Sustentáveis.

“A MRV entende que faz parte do desenvolvimento urbano e da manutenção do meio ambiente. Todo o setor privado está entendendo que precisa promover o bom uso dos recursos para que as populações tenham melhor qualidade de vida e é isso que vamos continuar fazendo”, explicou Fisher.

Fonte: Laura Ravagnani - Conceito Comunic