Oportunidade para a geração de emprego e renda, além de estreitar laços com outros países - esse é o Exporta SP, programa lançado pelo Governo do Estado, que auxiliará os empresários para o aumento das exportações em todo território paulista. Para chegar a esse resultado, o Programa Paulista de Capacitação para Exportações, terá ensinamentos e a inserção internacional das empresas.

Catanduva é uma cidade que tem contribuição importante para as exportações e, de acordo com a Secretaria de Desenvolvimento, Emprego e Relação de Trabalho (Semdert), com a iniciativa poderá ganhar novos empresários que estão de olho nas relações internacionais para a oferta de produtos.

O programa é gratuito e as inscrições terminam no dia 6 de março. Podem participar, as micro, pequenas e médias empresas, tanto do setor de produtos, quanto serviços ou startups. A ideia é preparar os empresários que ainda não atuam com exportações, mas que têm interesse em expandir o negócio de forma internacional. Para aqueles que já exportam, a oportunidade é voltada para alavancar as operações existentes.

Para a estreia do programa 2020, serão selecionadas 150 empresas, localizadas em seis regiões: Metropolitana de São Paulo, Registro, Franca, Campinas, São José dos Campos e São José do Rio Preto, da qual Catanduva faz parte. Até 2024, 1.200 empresas serão capacitadas e todas as regiões serão contempladas.

Iniciativa

A metodologia, que faz parte do programa, foi desenvolvida pela InvestSP em parceria com a Fundação Instituto de Administração (FIA). Os módulos da capacitação serão presenciais e online, com tutorias individualizadas, workshops com os elos das cadeias exportadoras e um acompanhamento da InvestSP pelo período de 2 anos.

Inscrições e outras informações no site:

www.investe.sp.gov.br/exporte/exportasp/como-funciona-o-exporta-sp/

Imes suspende aulas e atendimentos feito…

19-03-2020 Hits:175 Educação Fabio

O Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva (IMES) está atento às medidas recomendadas para combater a pandemia de coronavírus (COVID-19). Por conta disso, as aulas no campus foram suspensas...