A Cia Apocalíptica enfrentou um grande desafio, mostrando toda sua força e potencialidade para executar projetos culturais com sucesso e profissionalismo. Bem no meio do lockdown que foi decretado em São José do Rio Preto nas últimas semanas, a companhia conseguiu realizar com eficiência e maestria o 2º FestFIM (Festival de Artes do Fim do Mundo), construindo assim um dos maiores festivais de artes integradas online do país.

Como luz no meio de dias vazios na cidade, o evento 100% online e gratuito trouxe vida e movimento por meio de 130 horas, 79 atividades entre gravações, atividades formativas, "lives" e estreias, envolvendo 15 diferentes vertentes artísticas, 200 artistas, de 14 cidades do Estado de São Paulo e de oito países, ganhando assim status internacional.

Na última segunda-feira (12/4), aconteceu o relançamento o 2º FestFIM (Festival de Artes do Fim do Mundo), no qual o diretor da companhia e do festival, Lawrence Garcia, anunciou em uma live que a programação completa do evento está disponível para quem quiser maratonar e experimentar várias sensações artísticas sem sair de casa. O conteúdo pode ser acessado no YouTube da Cia. Apocalíptica (www.youtube.com/ciaapocaliptica ).

Segundo Lawrence, o evento nasceu no ano passado para suprir a necessidade de cultura em tempos de pandemia, porém essa edição aconteceu por coincidência no centro do lockdown de várias cidades do país e durante a segunda onda da Covid-19 em várias partes do mundo. "Esse cenário caótico potencializou ainda mais o nosso objetivo de receber o público e os artistas em um formato 100% digital, oferecendo entretenimento, reflexões e uma troca de experiência internacional", relata.

Acompanhe as novidades da Cia Apocalíptica pelas mídias sociais YouTube, Facebook e Instagram (@cia.apocaliptica).

Sobre o Festival

Neste ano, o FestFIM foi contemplado pela Lei Aldir Blanc Estadual e o destaque foram as apresentações internacionais "5 pesos", do grupo Um colectivo com un manojo de artistas da notra vuelta al teatro (Argentina); SEELUFT, da bailarina Andressa Miyazato (Áustria); Casados e Cansados, com o grupo Enigma Teatro (Angola), "Akllasumaq: la elegida por sua belleza", do grupo La OtraVuelta Teatro (Argentina); "Mar Me Quer" do Grupo Teatro Girassol de Moçambique; Joana Nogueira de Portugal; Human's in Shangay da China; "San Román", da Escuela de Arte y Talentos (Bolívia); BLADIMIR, com Gabriela Céspedes (Argentina).

O FestFIM  é um festival internacional de artes integradas, não-competitivas, totalmente online com realização da Cia. Apocalíptica e teve sua primeira edição, realizada em Agosto de 2020, recebendo cerca de 90 inscrições.

Neste ano, o evento cresceu. Foram 676 inscrições de 83 cidades diferentes. O festival foi um dos contemplados da Lei Aldir Blanc Estadual.

 Confira a programação completa e comece a maratonar:

Almoços do Fim do Mundo  - Cia. Apocalíptica

Com o intuito de fortalecer a troca de informação e diálogo, a Cia. Apocalíptica realizou dentro da programação do FestFIM o "Almoço do Fim do Mundo", no qual diariamente, sempre às 12h30, aconteceu um bate-papo, em uma "mesa virtual," composta sempre por dois convidados de renome nacional no mundo das artes e afins.

No primeiro dia, artistas se manifestaram contra o atual governo. Os temas dos outros encontros foram: "A academia e as Artes", "Futuro da arte LGBTQIA+ no Interior de São Paulo", "Ocupação dos espaços Políticos por Artistas", "A escola mata a criatividade?", "Teatro Lambe-Lambe Online!" e Apocalíptica do Princípio ao Fim".

Internacional

5 Pesos (Internacional) Com Uncolectivoconun manojo de artistas danotravuelta al teatro

Akllasumaq: le elegida por subelleza (Internacional) Com OtraVuelta Teatro

Bladimir (Internacional) Com Gabriela Céspedes

Casados e Cansados (Internacional) Com Enigma Teatro

Human's in Shangay da China

Mar me Quer (Internacional) Grupo Teatro Girassol de Moçambique

San Román (Internacional) Com Escuela de Arte y Talentos

SEELUFT (Internacional) Com Andressa Miyazato

Estreia/Grupo

A minha casa é do HIP HOP (Estreia/ Grupo) com Coletivo Nós por Nós

De Passagem ou Que Ano Louco 2020 (Estreia/ Grupo) com Pandêmica Coletivo Temporário de Criação

O Céu que Cai Sobre a Terra (Estreia/ Grupo) com O Bardo

Estreia/Solo

Com quantos "ismos " uma mulher escreve Brasil? (Estreia/ Solo) com Cia Poleiro dos Anjos

O Fim da Infância (Estreia/ Solo) Em Cena Ser

O nome das coisas (Estreia/ Solo) com Coletivo sem Nome

Versos de Quarentena ou o Sarau do Fim do Mundo (Estreia/ Solo) com Duo Passarim

Convidados

O Poste (Live/ Grupo) Com Daniel Salvi

Espera da Cia. Os Cogitadores (João Pessoa/PE)

Sarau de um homem só do Ubiratan do Brasil (Delfinópolis/MG)

The Groove Street (Rio Preto)

Eu sei o que vocês fizeram na pandemia passada de Evelyn Gutierrez (Rio Preto)

Live/Grupo

CantaVento 20 anos! (Live/ Grupo) Com CantaVento

Daimonia (Live/ Grupo) Com Barracão Teatro

IllusiOnLine - Mágica Virtual (Live/ Grupo) Com Cia. TecnoMágicas

Percutería Flamenca (Live/ Grupo) Com Flávia Piquera e Kauê de Oliveira

Viola Caipira e Berimbau da Capoeira - Cantigas de Viola e de Capoeira (Live/ Grupo) Com Caipirapoeira

Live/Solo

Denegrindo Saberes (Live/ Solo) Com Mana Bella

Manifesto Preto (Live/ Solo) Com Du KiddyArtivista

Vaca (Live/ Solo) Com Al Borde

Gravações

A Mochila Amarela (Gravação) Cia. Apocalíptica

Ab Urbe Condita (Gravação) Cia. Apocalíptica

Cuidado com a Cuca (Gravação) Cia. Apocalíptica

E a Casa Caiu! (Gravações) Com Daiane Baumgartner

Força Fluida (Gravações) Com Companhia de Danças de Diadema

O Homem do Fim do Mundo (Gravação) - Cia. Apocalíptica

Os Outros reservas (Gravações) Com Cia Aliteatro

Um Golinho Só (Gravações) Com Cia Cornucópia de Teatro

Um mundo de contos e segredos (Gravação) Cia Apocalíptica

Fonte: João Vitor Boni - Assessor de Comunicação

BOLETIM CORONAVÍRUS - 03/12/2020

04-12-2020 Hits:472 Saúde Fabio

Boletim do coronavírus mostra que agora são 6.159 casos confirmados, sendo que 5.970 pacientes estão curados.