O grupo Varanda Teatro, de São José do Rio Preto (SP), dá início à temporada de apresentações ao vivo e online do espetáculo [Histórias encaixotadas] Teatro Lambe-lambe, trazendo uma intensa programação gratuita para toda a família neste mês das crianças.

 

As atividades começam neste fim de semana prolongado. Sábado e domingo (10 e 11/10), o grupo irá promover quatro lives com sessões do [Histórias encaixotadas] em seu perfil no Instagram (@varandateatro). A montagem é composta por quatro mini-espetáculos inspirados em obras de grandes artistas plásticos. Já na segunda-feira, feriado, serão disponibilizados dois workshops, em formato de vídeo tutorial, no canal do YouTube do Varanda (www.bit.ly/YouTubeVarandaTeatro), em que os artistas ensinam a construção de mini-espetáculos de teatro de papel e de teatro lambe-lambe de sombras a partir de materiais simples e reaproveitáveis.

 

Transmitidas de sua sede, as lives vão homenagear as cidades de Cananeia, no sábado, e Lutécia, no domingo, que, se não fosse a pandemia do novo coronavírus receberiam o espetáculo de forma presencial. Além das apresentações do espetáculo, durante as lives, os integrantes do grupo irão bater um papo com artistas que moram nesses municípios, sobre as manifestações culturais locais. No sábado, o Varanda recebe o músico Rodolfo Vidal, estudioso da tradição da viola fandangueira, ou viola caiçara. Já no domingo, a cantora Aline Martins e o músico Felipe Barchi, de Lutécia, participam das lives.

 

Até 25 de outubro, o grupo realizará 12 lives, homenageando seis cidades paulistas dentro da circulação online, que é viabilizada pelo ProAC (Programa de Ação Cultural), da  Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado. As outras cidades homenageadas são Sales de Oliveira, Boraceia, Monte Aprazível e Holambra. Também faz parte do projeto do grupo contemplado pelo ProAC o curso online e gratuito "Multiplica Teatro Lambe-lambe", com início em 8 de outubro.

 

O espetáculo

No teatro lambe-lambe, há uma relação poética e intimista entre o artista e o espectador, que espia por um buraquinho a história que acontece dentro de uma caixa cênica. O espetáculo "[Histórias encaixotadas]" é composto por quatro caixas com histórias independentes, porém, interligadas pelo tema "o homem e a sociedade".

 

O grupo apresenta releituras em miniatura e cria movimentos para obras dos seguintes artistas plásticos: o brasileiro Goeldi (1895-1961), o belga René Magritte (1898-1967), o espanhol Pablo Picasso (1881-1973) e a brasileira Tarsila do Amaral (1886-1973).

 

As histórias se desenrolam de maneira visual e sonora, sem uso de textos e utilizando-se de bonecos de manipulação direta e bonecos de vareta, a manipulação indireta. A partir de uma relação simples e intimista com o espectador, as histórias apresentam um conflito a ser resolvido, envolvendo elementos como tensão, fantasia e surpresa - seja através de um cenário que se transforma, da mudança de luzes, do movimento repentino de um objeto.

 

Completando 10 anos de trajetória em 2020, o Varanda Teatro tem sua pesquisa dedicada ao teatro de formas animadas, em especial às máscaras teatrais e ao teatro lambe-lambe. Para João Darte, pesquisador, lambelambeiro e diretor do grupo, levar o Teatro Lambe-lambe para o ambiente online tem sido desafiante. "Nossa circulação teria começado no primeiro semestre deste ano se não fosse a pandemia. Precisamos adiar e adaptar para o virtual, o que tem sido um aprendizado. Vemos como muito positivo o aspecto de ampliação do público que a internet proporciona", avalia.

 

 

SERVIÇO:

Circulação online [Histórias encaixotadas] Teatro lambe-lambe

Realização: Varanda Teatro, com apoio do Programa de Ação Cultural (ProAC), de 10 a 25 de outubro de 2020. Gratuito.

Saiba mais: Facebook @varandateatro | Instagram @varandateatro | YouTube https://bit.ly/YouTubeVarandaTeatro

 

Sinopse:

Composto por quatro caixas cênicas, [Histórias encaixotadas] Teatro Lambe-lambe apresenta releituras em miniatura e cria movimentos para obras dos seguintes artistas plásticos: o brasileiro Goeldi (1895-1961), o belga René Magritte (1898-1967), o espanhol Pablo Picasso (1881-1973) e a brasileira Tarsila do Amaral (1886-1973). As caixas são: [Guerra], com Guilherme Hernandes, inspirada em "Guernica"; [Tupi or not Tupi?], com João Darte, inspirada no quadro "Abaporu"; [Apenas um ladrão], com Fernanda Missiaggia, na xilogravura "O Ladrão", e [O vôo da alma], com Laura Barbeiro, na tela "O Terapeuta".

 

 

PROGRAMAÇÃO 10 A 12 DE OUTUBRO

 

10 de outubro (sábado)

10h e 18h, live no Instagram @varandateatro:

Apresentação ao vivo do conjunto de mini-espetáculos de teatro lambe-lambe [Histórias encaixotadas]. A live homenageará a cidade de Cananeia, que receberia o projeto de forma presencial se não fosse a pandemia, e também contará com a participação especial do músico Rodolfo Vidal, estudioso da tradição da viola fandangueira, ou viola caiçara, em um bate papo sobre as manifestações culturais locais.

 

11 de outubro (domingo)

10h e 18h, live no Instagram @varandateatro:

Apresentação ao vivo do conjunto de mini-espetáculos de teatro lambe-lambe [Histórias encaixotadas]. A live homenageará a cidade de Lutécia, que receberia o projeto de forma presencial se não fosse a pandemia, e também contará com a participação especial da cantora Aline Martins e do músico Felipe Barchi, em bate-papos sobre as manifestações culturais locais.

 

12 de outubro (segunda-feira, feriado)

Disponibilização no YouTube: https://bit.ly/YouTubeVarandaTeatro

 

Workshop Teatro de Papel (vídeo tutorial)

Público alvo: Toda a família, sempre na presença de um adulto.

Conteúdo: Tutorial para construção de um miniteatro de papel, utilizando caixa de sapato, vareta/arame, papel, tesoura, cola e lápis de cor.

 

Workshop Teatro de Sombras Lambe-Lambe (vídeo tutorial)

Público alvo: Toda a família, sempre na presença de um adulto.

Conteúdo: Tutorial para construção de um teatro de sombras na linguagem do teatro lambe-lambe, onde se espia por uma abertura em uma caixa e se acompanha a história em miniatura. Necessários materiais como uma caixa de papelão, papel de embalagens, papel cartão ou papelões finos, vareta ou arame, tesoura, estilete, cola quente ou fita adesiva, papéis coloridos ou retalhos de tecidos para revestir a caixa de papelão e um celular com lanterna ou fonte de luz com bateria.

 

Fonte:  Graziela Delalibera

Crianças assintomáticas podem carregar…

04-09-2020 Hits:181 Saúde Fabio

À medida que escolas em várias partes do mundo reabrem, um estudo americano sobre o potencial de transmissão do coronavírus Sars-Cov-2 entre crianças apresenta resultados preocupantes, capazes de influenciar o...