Há cerca de oito meses o mundo inteiro ganhou uma pauta em comum: a vacina contra a Covid-19. Laboratórios farmacêuticos e instituições de pesquisa de todo o mundo entraram em uma corrida contra o tempo atrás da fórmula que nos traga de volta à vida normal. Enquanto isso, no Brasil os sentimentos estão divididos entre: ansiedade e torcida para que toda e qualquer vacina seja disponibilizada o quanto antes e o receio dos efeitos colaterais que a pressa pode acarretar.

"Atuo na área de imunizações desde 2003 e nunca vi nada parecido em termos de mobilização profissional e social. Vivemos uma magnitude de investimentos em pesquisa clínica e desenvolvimento em vacinas a nível global", conta a Melissa Palmieri, especialista em medicina preventiva e membro da Doctoralia (http://www.doctoralia.com.br/melissa-palmieri/especialista-em-medicina-preventiva/sao-paulo).

A médica explica que o desejo da classe é uma vacina 100% eficaz, segura e com capacidade de reduzir a infecção, que pudesse ser utilizada em todas as faixas etárias e públicos com condições clínicas especiais, como imunodeprimidos, por exemplo. "Sabemos que é utópico ter tudo isso em qualquer vacina, portanto aguardamos os resultados da fase 3 das pesquisas para termos os dados percentuais de cada item analisado e, assim, entender qual será mais adequada para os públicos diversos".

A urgência é outro fator que vem sendo questionado pela população e até mesmo por governantes. O tempo médio que vacinas tradicionais levam para terem sua eficácia 100% comprovada é de 5 a 20 anos, prazo muito maior do que as expectativas atuais. Porém, os processos estão sendo otimizados e não há qualquer irregularidade neste feitio. "O que temos agora são as fases 2 e 3 da pesquisa acontecendo simultaneamente em prol da agilidade nas respostas. Em paralelo, as farmacêuticas têm colocado seu parque industrial para a produção antecipada das vacinas, a fim de disponibilizá-las logo que os resultados forem favoráveis", explica Melissa. Caso as vacinas não cumpram os requisitos de eficácia e/ou segurança, serão descartadas.

Toda vacina importa

Antes de a pandemia de Covid-19 aparecer, havia um alerta para a negligência na vacinação. Um estudo publicado em junho de 2020 pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), apontou queda de 13,6% nas taxas de vacinação em 2019, comparado ao ano anterior. Dado ainda mais preocupante mostra que a meta de imunização infantil para sarampo, poliomielite e coqueluche não foram atingidas.

"Este é um grande risco para a saúde pública. Vacinação é serviço essencial e é fundamental que todos os brasileiros estejam em dia com a imunização, inclusive para diminuir as chances de complicações causadas pela Covid-19", alerta Melissa. "Com a retomada das atividades sociais, há o risco de ressurgimento de doenças que são consideradas controladas e até mesmo erradicadas", finaliza.

Sobre a Doctoralia

A Doctoralia é uma empresa do Grupo DocPlanner , presente em 15 países, responsável por atender 30 milhões de pacientes e processar mais de 3 milhões de agendamentos de consultas por mês. Atualmente, possui mais de 2 milhões de profissionais de saúde em sua base, com um total de 3 milhões de avaliações de pacientes. A companhia foi fundada em 2012 na Polônia e agora possui uma equipe de mais de 1.300 funcionários nos escritórios de Varsóvia, Barcelona, Istambul, Roma, Bolonha, Cidade do México e Curitiba.

Com a missão global de tornar a experiência em saúde mais humana, fornece sem custo agendamentos e avaliações de consultas médicas através de seu marketplace. Por meio da telemedicina, promove a realização de consultas online e prescrição eletrônica de medicamentos. Além disso, oferece aos médicos e clínicas uma ferramenta SaaS (Software as a Service) usada para otimizar a gestão e o fluxo de pacientes. Todos os profissionais recebem suporte da equipe de assessores responsável por guiá-los na transformação digital de suas práticas.

Por meio da marca TuoTempo , a empresa oferece um CRM com um conjunto mais sofisticado de produtos de otimização para grandes instituições de saúde, como hospitais e clínicas de grande porte. Já o Doctoralia Lab é o marketplace para agendamento de exames que visa oferecer uma assistência de saúde completa aos pacientes dando continuidade ao atendimento médico.

Fonte: LLYC

Deputado Luiz Carlos Motta encaminha med…

17-08-2021 Hits:159 Saúde Fabio

O deputado federal Luiz Carlos Motta (PL-SP) encaminhou medicamentos, através de doação de laboratório farmacêutico, ao Hospital Padre Albino. Os medicamentos foram entregues à farmacêutica Lívia Machado Espírito Santo Stopa...