Diante ao colapso hospitalar em Catanduva causado pela pandemia da Covid-19 as restrições planejadas se mostram cada vez mais pertinentes.

A vereadora Ivânia Soldati (Republicanos) está solicitando ao prefeito Padre Osvaldo de Oliveira Rosa (PSDB) que sejam realizadas barreiras sanitárias em todas as entradas do município.

Nestas barreiras os profissionais procederiam da seguinte forma:  fazendo a aferição de temperatura corporal dos passageiros, que não poderá ser igual ou superior a 37,8 graus e verificariam se os mesmos apresentam algum sintoma do novo Coronavírus, tais como tosse (seca ou com secreção), dores no corpo, congestionamento nasal, inflamação da garganta ou diarreia.

Segundo a propositura da vereadora Ivânia Soldati no caso de algum passageiro apresentar alguma suspeita de infecção pelo novo Coronavírus, os profissionais da Vigilância Sanitária estão orientados a oferecer, imediatamente, uma máscara cirúrgica, orientar o passageiro a cumprir quarentena por 14 dias e a comunicar imediatamente o caso às vigilâncias epidemiológicas dos municípios para onde as pessoas se destinam.

As informações básicas que são colhidas na abordagem das pessoas que estão em deslocamento são quanto a origem e destino, assim como a captação de telefones de contato.

Se apresentarem algum sintoma, serão orientados a se dirigirem a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Aos profissionais que fizeram a abordagem será indicado distanciamento de 2 metros e uso de EPI (Equipamento de Proteção Individual).

Pela propositura da vereadora Ivânia Soldati, as barreiras devem acontecer em uma ação conjunta das equipes das vigilâncias epidemiológicas, sanitária e ambiental, da saúde do trabalhador, agentes comunitários de saúde, voluntários, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e também Polícia Federal nas rodovias.

A propositura, em forma de indicação, foi protocolada na Câmara de Catanduva e será votada na próxima sessão.

Foto: Arquivo

Texto: Comunicação Social

Setembro Roxo: Brasil evolui no tratamen…

11-09-2021 Hits:111 Saúde Fabio

Com sequenciamento genético, diagnóstico fica mais preciso, possibilitando a medicação adequada para cada tipo de doença