Apesar dos constantes avanços, os registros de acidentes de trabalho por todo o Brasil seguem elevados. Entre 2015 e 2019, o país registrou, em média, 611 mil acidentes de trabalho por ano, sendo que 14 mil resultaram em sequelas permanentes e 2,3 mil levaram à morte. Os dados são da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, que pertence ao Ministério da Economia.

Esses números preocupam tanto pelas consequências, às vezes irreversíveis, na vida do trabalhador quanto pelo impacto econômico para as empresas, gerando altos custos para os empregadores.

Neste contexto, um profissional surge como fundamental dentro de qualquer negócio: o técnico em segurança do trabalho. Segundo Leonardo dos Santos Alves, docente da área de saúde e segurança do trabalho do Senac Catanduva, sua presença nas organizações agrega valor à produção de bens e serviços, traduzindo a preocupação da empresa com a qualidade de vida e segurança dos trabalhadores.

"O profissional de segurança do trabalho gera economia para empresas. Ter um profissional dessa área dentro do eixo empresarial é muito favorável. Com a redução do número de acidentes de trabalho e melhor saúde dos colaboradores, a produção dos locais aumenta ajudando assim na redução de custos empresariais", ressalta o docente.

O mercado de trabalho para o profissional de saúde e segurança do trabalho é amplo, podendo atuar em várias frentes de trabalho seguindo as 37 Normas Regulamentadoras (37 NRs) existentes atualmente que regulamentam os setores e seus riscos de acidentes. Alguns locais de atuação são: construção civil, indústrias, hospitais, área rural, dentre outras que necessitam do profissional. Outra opção para o Técnico em Segurança do Trabalho é ser empreendedor, criando um negócio próprio voltado para prestar consultoria para elaboração de programas de segurança nas empresas.

Pensando na demanda do mercado, o Senac Catanduva está com inscrições abertas para o curso Técnico em Segurança do Trabalho. "Nesta formação o profissional terá como diferencial o olhar para prevenção de acidentes e doenças ocupacionais, além de poder contribuir com a integridade física dos funcionários, preservando assim meio ambiente e patrimônio das empresas", completa o docente.

Para saber mais sobre o curso Técnico em Segurança do Trabalho e período de inscrições, acesse o Portal Senac: https://www.sp.senac.br/senac-catanduva/cursos-tecnicos/curso-tecnico-em-seguranca-do-trabalho.

Senac 75 anos. Temos um mundo para transformar

Completando 75 anos em 2021, o Senac São Paulo celebra uma trajetória de aprendizados e conquistas, reforçando seu compromisso no desenvolvimento de pessoas por meio da educação.

Referência em educação profissional, a instituição oferece cursos livres, técnicos, ensino médio técnico, e ensino superior (graduação, pós-graduação e extensão universitária), nas modalidades presenciais e a distância, em diferentes áreas do conhecimento. Além disso, coloca o seu atendimento corporativo à disposição de organizações públicas, privadas e do terceiro setor.

Com 63 unidades educacionais, a instituição está presente em todo o Estado de São Paulo. São 17 unidades na capital; cinco na Grande São Paulo; duas no litoral; 36 no interior; três campi do Centro Universitário Senac, sendo um no bairro Santo Amaro, na capital, e dois no interior, que formam o complexo educacional com os hotéis-escola Senac em Águas de São Pedro e em Campos do Jordão. A instituição conta, ainda, com a Editora Senac São Paulo.

#Senac75. Temos um mundo para transformar.

Conheça um pouco mais dessa trajetória no portal do Senac São Paulo: www.sp.senac.br/nossa-historia-75-anos 

Serviço

Técnico em Segurança do Trabalho

Período: 2/8/2021 a 9/12/2022 ou 13/9/2021 a 30/4/2023

Aulas: segunda a sexta, das 13h30 às 17h30, ou segunda a sexta, das 19 horas às 22h30

Senac Catanduva

Endereço: Rua Santos, 300 – Centro – Catanduva/SP

Informações e inscrições: https://www.sp.senac.br/senac-catanduva 

Julho/2021

Fonte: WGB Comunicação

Vereadores rejeitam veto do prefeito e a…

16-03-2021 Hits:234 Política Fabio

Na 7ª reunião ordinária da Câmara de Vereadores, que foi realizada na tarde desta terça-feira (16/03), foram analisados oitos projetos e um veto.