A pandemia do coronavírus provocou uma crise econômica mundial, mas, apesar do cenário de retração, Catanduva mantém saldo positivo de 111 postos de trabalho gerados no ano. O número consta no balanço atualizado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), órgão ligado ao Ministério da Economia.

O levantamento foi divulgado nesta segunda-feira, dia 29, e mostra que apesar dos 6.481 desligamentos, Catanduva teve 6.592 admissões. Entretanto, o impacto da crise derrubou os números de maio, que registrou 178 vagas eliminadas. Com o resultado, a cidade soma estoque de 34.621 trabalhadores com registro em carteira.

Até o momento, janeiro teve o melhor resultado, com a criação de 251 empregos formais. Na sequência, aparece fevereiro com 207 novas vagas. A partir de março, o número de demissões foi superior ao de admissões, com corte de 60 vagas. Abril teve o pior resultado, com a exclusão de 654 postos de trabalho.

“Pensando nas pessoas que estão em busca de uma nova vaga no mercado de trabalho, lançamos três novos cursos de capacitação gratuitos e on-line, em parceria com o Senai: Empreender Senai, Economia Circular e Preparação para o Mundo do Trabalho” destaca a secretária de Desenvolvimento, Beatriz Trigo.

Os interessados devem enviar email para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e indicar a opção de curso escolhida. É importante anexar também a cópia do RG, CPF e comprovante de residência para concluir a inscrição.

Fonte: Prefeitura de Catanduva

Após perder a mãe para a COVID, irmão…

18-11-2020 Hits:558 Saúde Fabio

Maria José Pereira da Silva Nicolleti e Valdir Augusto Pereira da Silva, irmãos, foram internados na Unidade para Respiratórios Agudos no Hospital Emílio Carlos no mês de outubro.