Na dança, palavras se tornam obsoletas. É o corpo que se incumbe de criar o diálogo, de gritar para o mundo sua história. Para isso ele se fragmenta, se torna objeto para a mensagem e reflete as diferentes experiências e formações do corpo. E é o corpo dançante o foco do debate promovido pelo Festival Fissura Criativa no próximo sábado, 20 de fevereiro.

 

O encontro virtual será a partir das 11h, com transmissão ao vivo pelo Youtube e Twitch da casa de criar - escritório de arte, que realiza o festival em parceria com o poeCity - duas plataformas criativas sediadas em São José do Rio Preto (SP).

 

Os bailarinos Vinicius Francês e Pedro Maricato e o dançarino Lucas Leal conversam com o mediador do debate, juny kp!, fundador da casa de criar e curador do festival, sobre as diferentes expressões da dança e suas relações com o mundo.

 

O bate-papo, com o tema "Corpo fragmentado, corpo objeto. Que dança esse corpo dança?" busca compreender e discutir os reflexos do mundo do movimento nas diferentes formações corporais e nas experiências de cada um desses corpos dançantes. Além disso, olhando para as estruturas vigentes, o trio buscará compreender qual é a dança e qual é o corpo que têm condições de criar fissuras nos imaginários da atualidade.

 Fissura Criativa

 

Diferentes áreas de atuação dos profissionais criativos (como música, fotografia, design gráfico, dança, ilustração, tatuagem, artes cênicas, turismo, propaganda, gastronomia, arquitetura, urbanismo, grafismo indígena, letramento, graffiti, moda e economia criativa) serão abordadas nos debates do Fissura Criativas, todos eles mediados pelo artista visual juny kp!, fundador da casa de criar e curador do festival. Os encontros virtuais reúnem trabalhadoras e trabalhadores da criatividade como designers, fotógrafos, ilustradores, tatuadores, técnicos de som e luz, pesquisadores, empreendedores e artistas.

 

A comissão organizadora do Festival Fissura Criativa também é composta por Carolina Manzato (produtora artística), Wagner Orniz (produtor executivo) e João Gabriel Polizelli (produtor gráfico).

 

Durante o festival, os participantes são convidados a fazer intervenções gráficas e textuais no perfil do evento no Instagram (@fissuracriativa), em uma grande linear galeria de arte. Outra ação nessa mídia social, executada no mesmo período, é a chamada "Invasão de perfil", em que usuários são convidados a postar na conta por um período combinado, por meio dos stories, sobre temas ligados à criatividade.

 

Perdeu algum dos encontros, deseja rever os debates ou quer saber a programação completa do festival? Basta acessar o site www.fissuracriativa.casadecriar.com.br.

 

Serviço:

 

Festival Fissura Criativa

Quando: até 24 de abril de 2021

Onde: encontros virtuais pelo YouTube e Facebook da casa de criar. Exposição e intervenções digitais no perfil @fissuracriativa no Instagram

Realização: casa de criar e poeCity, através do Edital 06/2020 - Auxílio para Festivais de Culturas, da Lei Aldir Blanc

 

Sábado, 20 de fevereiro

 

11h - CORPO FRAGMENTADO, CORPO OBJETO. QUE DANÇA ESSE CORPO DANÇA?

Um encontro para debater as diferentes danças que, apaixonadamente, discutem suas relações com o mundo. Quando o "mundo do movimento" reflete as diferentes formações corporais e das experiências de cada corpo dançante? Qual é a dança e qual é o corpo que dança legitimado pelas estruturas vigentes que tem condições de criar fissuras nos imaginários da atualidade? Com os bailarinos Vinicius Francês e Pedro Maricato e o dançarino Lucas Leal.

 
Fonte: Beto Carlomagno

Governo de SP e Sebrae-SP realizam event…

22-08-2020 Hits:478 Economia Fabio

Evento online acontece entre os dias 24 de agosto e 11 de setembro e conta com orientações de gestão e protocolos de segurança, acesso a crédito e painéis de boas...