Tomar sol, antes das 10h da manhã e após às 16h, é essencial para a manutenção da boa saúde de pessoas de todas as idades. Graças à radiação ultravioleta do sol, nosso corpo sintetiza um hormônio muito importante para a imunidade e para a saúde óssea: a famosa vitamina D.

Recentemente, um estudo conduzido por cientistas brasileiros e divulgado na revista Clinical Nutrition Espen, aponta que baixos níveis de vitamina D é fator agravante para pessoas infectadas com Covid-19. "É sabido que alguns pacientes têm maior risco para que a doença evolua para sua forma mais grave: obesos, idosos, hipertensos, diabéticos e pessoas com baixos níveis de vitamina D", enumera Dra. Maura Neves, otorrinolaringologista da ABORL-CCF.

No caso dos idosos, a deficiência desta vitamina é muito latente: 25% daqueles independentes e 80% dos institucionalizados têm deficiência deste hormônio, seja por falta de exposição solar por problemas de mobilidade, seja por conta do próprio isolamento social ou alterações cutâneas próprias do envelhecimento que podem atrapalhar a síntese desta vitamina.

"A vitamina D é um hormônio lipolífico, ou seja, pode ficar armazenado nas células de gordura e menos disponíveis na corrente sanguínea. Por isso, pessoas obesas também entram no grupo de risco de agravamento da Covid-19", conta Dra. Maura.

Ficar atento para repor essa vitamina sempre que necessário e se expor ao sol, sem o uso de protetor solar ou blusa, por 20 minutos diários são algumas medidas essenciais para garantir que o organismo tenha o índice necessário desta vitamina e, dessa forma, a imunidade em dia.

Sobre Dra. Maura Neves

• Otorrinolaringologista

• Formação: Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo

• Graduado em medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - USP

• Residência médica em Otorrinolaringologia no Hospital das Clinicas Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - USP

• Fellowship em Cirurgia Endoscópica Nasal no Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - USP

• Título de especialista pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial - ABORL-CCF

• Doutorado pelo Departamento de Otorrinolaringologia do Hospital das Clinicas Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - USP

Sobre a Clínica MEDPRIMUS

Acolher os pacientes com tratamentos multiprofissionais, para proporcionar bem-estar é o lema do corpo clinico MEDPRIMUS. Dessa forma, preza pelo atendimento personalizado que supre a todas as expectativas do cliente/paciente, gerando confiança e criando vínculo com o paciente. Bem localizada, a Clinica esta na Região de Moema São Paulo, com ótima infraestrutura e tecnologia.

Créditos:

Dra. Maura Neves Otorrinolaringologista

Clínica MEDPRIMUS

http://www.medprimus.com.br

Fonte: UPDATE COMUNICAÇÃO INTELIGENTE

Catanduva integra programa para orientar…

15-06-2020 Hits:522 Economia Fabio

A união de esforços é uma aliada poderosa para amenizar os impactos da pandemia do novo coronavírus. O momento é histórico. Para trazer perspectivas de trabalho e renda para os...