Crime ambiental! A Patrulha Ambiental de Catanduva identificou o suspeito de provocar incêndio em Área de Preservação Permanente, no Parque Iracema. O fogo se alastrou de forma rápida e destruiu árvores nativas. Toda a ação foi registrada pelas câmeras de monitoramento de um condomínio que fica próximo ao local. Nas imagens é possível ver o momento em que uma pessoa parou e ateou fogo.

A equipe da Patrulha Ambiental foi acionada e constatou o crime. “A partir de agora, o laudo será realizado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, que vai fazer um levantamento da área queimada e o que foi destruído. O autor destruiu um trabalho de vários anos. Vale lembrar que dependendo da espécie arbórea, uma árvore leva de 18 a 24 meses para crescer”, informa Algacir Ferreira, guarda civil municipal.

O caso foi registrado no Plantão Policial e será investigado. Se comprovado crime ambiental, o autor poderá ser preso. A multa nesse tipo de ocorrência pode variar entre R$ 5 mil a R$ 50 milhões.

OPERAÇÃO CORTA FOGO 2021

Os incêndios florestais prejudicam a vegetação, aumentam a poluição do ar, diminuem a fertilidade do solo e causam a morte de animais silvestres. Também oferecem risco de queimadura, acidentes com vítimas e problemas respiratórios. Por conta disso, a Prefeitura de Catanduva apoia a campanha “Não coloque fogo na mata”, denuncie pelo 153.

Fonte: Prefeitura de Catanduva

Carlos Alexandre Gordo solicita retirada…

17-06-2021 Hits:285 Política Fabio

Atendendo solicitação de moradores sobre a quantidade de entulhos que vem acumulando um grande número insetos, o vereador Carlos Alexandre Gordo (PSDB) está solicitando providências da Prefeitura, de forma urgente.