Samu inicia capacitação de professores para primeiro socorros

Saúde
Typography

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) Regional de Catanduva iniciou a capacitação de professores e funcionários das escolas municipais. O foco do treinamento são os primeiros socorros.

A etapa cumpre exigência da Lei nº 13.722, de 2018, conhecida como Lei Lucas, que torna obrigatório o curso para equipe escolar de ensino infantil e básico. Na primeira rodada, o conteúdo foi aplicado a 60 profissionais das escolas de Elisiário. O treinamento será ofertado para as cidades da área de cobertura do Samu.

O objetivo é que os funcionários saibam como agir em situação de emergência em prol da vida da criança, enquanto a assistência médica especializada ainda não estiver no local.

“Nenhum profissional da educação precisa ser perito em primeiros socorros, o curso vem como complemento assistencial, de forma que a criança tenha o risco eliminado ou reduzido enquanto chega a assistência médica especializada”, ressalta Bruno Golfe Andreazzi, coordenador do Núcleo de Educação em Urgência do Samu.

Conforme esclarecido em treinamento, mesmo após sair do risco, a criança deve ser levar para o hospital mais próximo, a fim de anular quaisquer tipos de complicações momentâneas ou futuras.

Ainda segundo a norma, as escolas ainda deverão contar obrigatoriamente com um kit de primeiros socorros, com itens de acordo com determinações das entidades especializadas em atendimento emergencial.

Homenagem

A norma recebe o nome de Lei Lucas em homenagem ao menino Lucas Begalli Zamora, de 10 anos, que morreu em setembro de 2017, depois de engasgar com um lanche durante passeio escolar. O caso foi registrado em Campinas.

Imagem: Divulgação/Samu

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS