Dengue avança aliada ao volume de casas fechadas para vistoria

Saúde
Typography

Os diagnósticos de dengue avançam em Catanduva, aliados ao volume de casas fechadas para vistoria da equipe de combate ao Aedes. A cidade contabiliza 125 confirmações da doença, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde na quarta-feira, dia 13.

Ao mesmo tempo, segundo o setor, chega a 49,13% a quantidade de imóveis encontrados fechados para as inspeções.

Conforme o relatório de atividades, os agentes passaram por 62.228 casas em fevereiro deste ano. Desse total, 30.574 imóveis estavam fechados para vistoria. O maior número de serviço pendente é referente a casas habitadas, em que, na hora da visita, o morador não está na residência por motivos diversos ou trabalho.

Já a recusa vem seguida de justificativas como: o morador está ocupado, atrasado ou simplesmente não permite vistoria. Diante do impedimento em concluir o serviço, o agente faz mais duas tentativas de verificar o imóvel. Quando a situação persiste, o caso é encaminhado para Vigilância Sanitária dar apoio.

A atual realidade enfrentada no combate ao vetor foi debatida na reunião intersetorial de Sala de Situação, realizada na manhã desta quinta-feira, dia 14.

Diretora de Vigilância em Saúde, Daniela Bellucci lamenta a problemática, diante dos riscos que a dengue pode causar. “A preocupação é que o trabalho prejudicado interfere diretamente na identificação e eliminação de possíveis focos de dengue.”

A Secretaria de Saúde reforça o apelo para que a população colabore, abrindo as portas aos agentes. “Precisamos da conscientização. A única forma de acabar com a dengue é eliminando criadouros. O trabalho dos agentes é fundamental e ajuda a combater o surgimento de criadouros do Aedes aegypti”, enfatiza.

Controlada

Apesar da preocupação, o infectologista Ricardo Santaella entende que a situação está sob controle em Catanduva. “Outras cidades da região, do mesmo porte populacional, vivenciam epidemia. Além disso, há expectativa para diminuição de confirmações, devido à condição climática que tende a ficar, de agora pra frente, mais quente e seco”. Ele ressaltou, entretanto, que é preciso seguir em alerta.

Imagem: Comunicação/Prefeitura de Catanduva

BLOG COMMENTS POWERED BY DISQUS