Segundo dados do DENATRAN (Departamento Nacional de Trânsito) referente ao mês de abril de 2020, o Brasil tem mais 80 milhões de automóveis e motocicletas. Com a pandemia da covid-19 e a adoção do isolamento social como medida preventiva para conter a disseminação do vírus, grande parte da população tem ficado mais tempo em casa e, como consequência, os veículos automotores também passaram a circular menos nas ruas.

O professor do curso de engenharia mecânica da Faculdade Anhanguera de Catanduva, Willian Nascimento, lista os principais problemas causados por falta de uso dos veículos, cuidados necessários para evitá-los e recomendações técnicas. Além disso, o especialista traz dicas para motoristas de aplicativos e lista cuidados com álcool em gel nos automóveis. Confira abaixo:

 

Principais problemas identificados pela falta de uso

 

  1. Descarga da bateria automotiva dos automóveis e motocicletas devido a uma eletrônica embarcada muito grande responsáveis por um consumo de energia constante do veículo, como: alarme, aparelho de som, rastreador que sempre ficam com um “Led” aceso.

 

  1. Baixo nível de lubrificação dos componentes do motor ou apresentar um fluido lubrificante com maior densidade, perdendo as suas características de lubrificação, necessitando assim de uma limpeza mais profunda e relubrificação total;

 

  1. Envelhecimento da gasolina no tanque de combustível ocasionando deposição de partículas, que podem apresentar dificuldade ou falha de partida, ela começa a criar algumas impurezas que acabam por sujar e entupir o filtro de combustível, isso pode causar danos à boia de combustível e aos bicos injetores no motor.

 

  1. O ar condicionado é outro item que deve ter muito cuidado, porque ele resfria todo o ambiente e acaba causando uma umidade nos dutos de ventilação interna do veículo. Essa umidade é propícia para criação de fungos, bactérias e elementos que causam problemas respiratórios nas pessoas.

 

  1. O que devemos tomar cuidado é com o reservatório de partida a frio incluso em carros flex.

 

Principais cuidados para evitar os problemas citados acima

 

  1. Recomenda-se que os veículos tenham a partida acionada ao menos uma vez a cada 15 dias durante 15 e 20 minutos. O ideal é que, se possível, os veículos rodem durante esse tempo de acionamento do motor - caso não seja possível, basta ligar a partida dele. Se o tempo de parada do veículo superar os 30 dias, recomenda-se que seja desconectado o cabo negativo da bateria, evitando assim a descarga total dela;

 

  1. Em relação à lubrificação, a manutenção preventiva dos fluidos lubrificantes do motor e freios deve ser realizada, o melhor a fazer é no meio da semana ligar o seu carro por 20 minutos, que é um tempo suficiente para que o motor aqueça e a lubrificação seja por completo, evita-se o baixo nível de óleo lubrificante dos componentes, possibilitando, também, uma prolongação da vida útil do mesmo e fazendo com que a densidade dos fluidos permaneça no ideal;

 

  1. Os combustíveis têm prazo de validade: a gasolina comum tem validade de 2 a 3 meses no tanque do veículo; já a gasolina aditivada pode ter a validade entre 6 e 10 meses, a partir de um mês a gasolina já começa a perder as suas principais características e qualidades. Os prazos de validade nos tanques dos veículos se diferem das bombas de gasolina, pois nos tanques estão sujeitos a calor e oxigênio, que deterioram o combustível. Recomenda-se, então, que os níveis de combustíveis estejam abaixo da metade da capacidade do tanque para que esse combustível não supere o prazo de validade. Abasteça com gasolina aditivada sempre que possível.

 

  1. É importante trocar o filtro do ar condicionado com frequência, além de eliminar o mal cheiro que fica quando o carro permanece por muito tempo fechado.

Quando chegar em casa, desligar o ar condicionado e ligar um pouquinho do ar quente para que seque os dutos de circulação interna.

 

  1. Recomenda-se que o mesmo seja abastecido com gasolina Aditivada, essa gasolina possuem um prazo de validade maior, além de compostos que ajudaram a proteger e limpar o sistema de injeção eletrônica do veículo, caso você resida em cidade onde a temperatura média é abaixo de 18ºC então pode completar o reservatório, se residir em cidade que a temperatura média é acima de 18ºC coloque até a metade do reservatório de gasolina, não esqueça de trocar o filtro do reservatório.

 

Recomendações técnicas

Após um longo período com os veículos parados, é necessário que se faça uma revisão de lubrificação das pastilhas e disco de freio, troca de óleo e filtro do motor, troca do filtro do ar-condicionado e higienização do veículo. Recomenda-se também que os veículos passem por limpeza interna e que não seja armazenado nenhum tipo de produto perecível internamente. Outra recomendação importante é sobre a checagem dos pneus, pois é aconselhável que os pneus sejam calibrados na calibragem máxima do fabricante ou até 20% acima, evitando assim surpresas desagradáveis como encontrar o pneu murcho ou danificado, fazendo com que a cinta do pneu fique deformada por longos períodos.

Recomendações aos motoristas de aplicativo

Aos motoristas de aplicativo recomenda-se que utilizem de todos os padrões de higienização pessoal, a utilização de máscaras e a substituição das mesmas a cada 2h, utilização de álcool em gel nas mãos, no volante, câmbio, freio de mão e demais partes. Ao final do dia, é indicado uma lavagem dos tapetes, higienização com álcool 70% dos bancos, maçanetas e porta-trecos. Como medida preventiva, é importante evitar a utilização e recebimento de dinheiro e moedas em espécie.

Álcool em gel dentro do carro

O armazenamento de pequenos frascos individuais dentro do carro não oferece risco, desde que não estejam expostos diretamente a radiação solar. Não é recomendado o armazenamento de fracos a partir de 500ml dentro do carro, pois a temperatura de combustão espontânea do álcool 70% está acima dos 300ºC e, ainda assim, a partir dos 16,6ºC o álcool já libera substâncias e vapores que, em contato com fontes de ignição como faíscas, podem gerar uma combustão dentro do veículo. Dessa maneira, o álcool em gel deve ser armazenado em pequenas embalagens de uso pessoal e carregado junto ao proprietário do automóvel.

 

Sobre a Anhanguera 

Fundada em 1994, a Anhanguera já transformou a vida de mais de um milhão de alunos, oferecendo educação de qualidade e conteúdo compatível com o mercado de trabalho em seus cursos de graduação, pós-graduação e extensão, presenciais ou a distância.  

Presente em todos os estados brasileiros, a Anhanguera presta inúmeros serviços gratuitos à população por meio das Clínicas-Escola na área de Saúde e Núcleos de Práticas Jurídicas, locais em que os acadêmicos desenvolvem os estudos práticos. Focada na excelência da integração entre ensino, pesquisa e extensão, a Anhanguera oferece formação de qualidade e tem em seu DNA a preocupação em compartilhar o conhecimento com a sociedade também por meio de projetos e ações sociais.  Em 2014, a instituição passou a integrar a Kroton. Para mais informações, acesse: https://www.anhanguera.com

 

Sobre a Kroton 

A Kroton, que faz parte da holding Cogna Educação, uma companhia brasileira e uma das principais organizações educacionais do mundo, atende ao mercado B2C do Ensino Superior, levando educação de qualidade em larga escala. Presente em mais de 900 municípios em todo Brasil, a companhia conta com 176 unidades próprias, 1.410 polos de ensino a distância e 846 mil estudantes, sob as marcas Anhanguera, Fama, Pitágoras, Unic, Uniderp, Unime e Unopar. Transformar a vida das pessoas por meio da educação, formando cidadãos e preparando profissionais para o mercado, é a missão da instituição, que trabalha para continuar concretizando sonhos em todos os cantos do país.

Fonte: Weber Shandwick