O uso do protetor solar deve ocorrer durante o ano todo, já que o Brasil possui um clima tropical e em grande parte do ano possui bastante incidência de luz solar. Mas é com a chegada do verão que surge uma maior necessidade de se proteger contra os raios solares, o que inclui o uso de protetor solar, óculos escuros e chapéus.

Essa preocupação ocorre devido à alta incidência de câncer de pele e outras doenças que podem surgir devido à exposição prolongada ao sol. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a cada ano são registrados aproximadamente 185 mil novos casos de câncer de pele, sendo que desse total, 8,4 mil são do tipo agressivo.

Portanto, saber como se proteger da radiação solar, principalmente no verão, é uma forma de prevenir o envelhecimento precoce da pele, evitar queimaduras e doenças como o câncer de pele. Se você ainda não sabe como se proteger, veja a seguir todas as dicas de como escolher o protetor solar adequado entre as opções disponíveis.

Além disso, vamos te ensinar como aplicar o protetor solar da forma correta para se proteger dos efeitos nocivos da exposição excessiva ao sol, e como escolher o produto certo na prateleira do supermercado ou da farmácia. O que queremos é que você chegue ao fim deste artigo preparado para cuidar mais da sua pele e ciente do que você precisa fazer para se expor ao sol com saúde e segurança.

Quando e como usar o protetor solar?

É muito comum que as pessoas se lembrem do uso do protetor solar no verão, quando a exposição ao sol é ainda mais perigosa. Contudo, é importante ressaltar que a utilização desse cosmético deve ocorrer ao longo do ano todo, mesmo no inverno. E mais do que isso: o sol não é uma exigência para a aplicação do filtro solar — é preciso usar o produto mesmo em dias nublados, pois ainda assim boa parte dos raios solares conseguem atingir a superfície.

Também não é apenas na praia que devemos utilizar o protetor solar, ok? Devemos aplicar o produto sempre que houver exposição ao sol, especialmente em horários com maior incidência de radiação UVB. Portanto, ao sair para o trabalho, faculdade ou em um piquenique no parque, por exemplo, lembre-se de proteger a pele contra a radiação solar. E não esqueça: para garantir sua eficácia, o filtro solar deve ser aplicado pelo menos 30 minutos antes da exposição ao sol.

Já a frequência da aplicação varia de acordo com cada situação. Na praia, por exemplo, o ideal é reaplicar o protetor cada vez que sair da água ou em um intervalo de 2 horas — mesma frequência de reaplicação recomendada para casos de transpiração excessiva. Em locais onde a exposição não é elevada, mas ainda presente, a recomendação é reaplicar o produto a cada 3 horas. Sim, para proteger sua pele, você precisa andar com filtro solar na bolsa ou na mochila! Vale lembrar que as diferentes formulações disponíveis no mercado têm suas particularidades, sendo importante ficar atento às instruções e recomendações de uso disponíveis no rótulo de cada protetor solar!

Por fim, também é importante se atentar a quantidade ideal de protetor solar. A porção aplicada deve ser adequada, pois do contrário, o nível de proteção será significativamente reduzido. É recomendado aplicar cerca de uma colher de chá para cada parte do corpo, dividindo a aplicação da seguinte forma:

  • rosto e pescoço;
  • parte da frente do tronco;
  • parte de trás do tronco;
  • braços (uma colher de chá para cada);
  • parte da frente das pernas;
  • parte de trás das pernas;
  • pés.

Outro fator muito importante, que acaba sendo esquecido por muita gente, é que não basta apenas aplicar o produto nas regiões expostas e na quantidade correta. É preciso também espalhar o filtro solar, de maneira uniforme, por todo o corpo. Para ter uma ideia do quanto as pessoas negligenciam esses cuidados, uma pesquisa apresentada na Conferência Anual da Associação Britânica de Dermatologistas de 2017 mostrou que, ao aplicar filtro solar no rosto, as pessoas deixam cerca de 10% da pele desprotegida.

Além de aumentar o risco de desenvolver câncer de pele, essa falta de cuidado pode acelerar o envelhecimento da pele. Em setembro de 2022, circulou na internet, a foto de uma idosa que afirma ter aplicado filtro solar no rosto por 40 anos, deixando, no entanto, o pescoço de fora da aplicação. A foto deixa bastante nítida a diferença entre as características da pele de cada uma das partes do corpo, evidenciando maior envelhecimento na região que ficou desprotegida.

Como aproveitar o sol com segurança

Você já entendeu a importância do protetor solar para a proteção contra os efeitos negativos da exposição excessiva ao sol e também já aprendeu que esses efeitos podem causar grandes danos à sua saúde. O que queremos que você saiba agora é que, além do filtro solar, é possível adotar outras medidas para aproveitar o sol de forma segura e saudável.

Optar por roupas fabricadas com tecido especial com fator de proteção é uma excelente medida. Além disso, usar óculos de sol e proteção para a cabeça (boné, chapéu ou viseira) também são ótimas escolhas para proteger sua pele e seus olhos dos efeitos dos raios UV.

Na hora de se expor ao sol, evite os horários em que há maior incidência de raios UVB, o que acontece entre 10h e 16h. Opte pela exposição mais no início da manhã ou no fim da tarde, e mesmo assim, sempre com uso do protetor solar. A hidratação intensa também é um fator relevante nesse sentido e você não pode esquecer da importância de beber bastante água. Vale também optar por alimentos mais leves, especialmente nos dias em que você sabe que a exposição ao sol será maior.

Fonte: Proteste

Prefeitura propõe feira drive thru no R…

15-05-2020 Hits:1593 Cidade Fabio

A Prefeitura de Catanduva apresentou proposta a representantes das feiras livres realizadas na Vila Celso e na Praça do Idoso, na primeira semana de maio, para a realização de uma...