O Hospital Padre Albino captou córneas e rins em procedimento realizado no dia 22 de fevereiro, após protocolo confirmado de morte encefálica no dia 21.

A captação dos órgãos ocorreu após autorização do filho, marido e irmãs e durou cerca de 3 horas. Os órgãos foram encaminhados para São José do Rio Preto e aguardam distribuição. A doadora, E.M.C., 63 anos, deu entrada no HPA no dia 16 de fevereiro diagnosticada com parada cardiorrespiratória por edema agudo no pulmão.

“Em muitos casos o transplante de órgãos é a única chance de vida ou a oportunidade de um recomeço para milhares de pessoas que precisam de doação. Hoje é com um desconhecido, mas amanhã pode ser com alguém que você ama e até mesmo você. Doar órgãos é doar vida!”, exclamou Renata Rocha Bugatti, diretora de Saúde e Assistência Social da Fundação Padre Albino.

O ministério da saúde, por meio do portal https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/doacao-de-orgaos esclarece todas as dúvidas sobre a doação. Acesse e conscientize-se.

Fonte: Fundação Padre Albino