Focado na busca da estabilidade da população com a geração de novos empregos e renda, o deputado estadual Sebastião Santos (Republicanos) também tem se preocupado com a saúde física das pessoas. O parlamentar protocolou no dia 17 de abril de 2020, o projeto de lei nº 263/2020, que reconhece as academias e os centros de ginástica como estabelecimentos que têm por objeto atividades essenciais, pelo período de vigência dos Decretos nº 64.879, de 20 de março de 2020 e nº 64.881 de 22 de março de 2020.

“São medidas necessárias para que as pessoas possam cuidar da sua saúde e realizar alguma atividade física, de modo que, não passe dos limites impostos pela pandemia por conta do Covid-19. É fundamental a prática esportiva e que tenham consciência sobre o local de onde possa realizar as atividades”, esclarece Sebastião Santos.

Ainda, segundo o projeto, fica reconhecido  no  Estado  de  São  Paulo  as  academias  e  os  centros  de  ginástica  como  estabelecimentos  que  têm  por  objeto  atividades  essenciais,  sendo  permitida  a  prática  de  atividades  físicas  em  locais  públicos  ou  privados,  desde  que  obedecidas  as  normas  sanitárias  expedidas  pelos  órgãos competentes.

“A realização  de  atividades  físicas  é  capaz  de  prevenir  e  curar  diversos  tipos  de  problemas  de  saúde.  No entanto, o  acompanhamento  e  supervisão  de  profissionais  qualificados  durante estas atividades é imprescindível para garantir que não haja lesões”, ressalta o deputado, em um dos trechos apresentados na PL.

De acordo com Sebastião Santos, o projeto tem a  importância de ressaltar outra PL, que  inclui os profissionais de educação física no rol de profissões da área de saúde, pela Portaria nº 639, de 31 de março de 2020, que instituiu a Ação Estratégica - O Brasil Conta Comigo.

Funcionam no Brasil 36.585 academias de ginástica, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira de Academias (Acad), tendo uma média de 10 milhões de alunos. Já no Estado de São Paulo, informações divulgadas pelo Sebrae, existem 6.349 academias.

Importância da liberação das academias
Segundo o professor de educação física e proprietário de academia, José Roberto de Oliveira Souza, 47 anos, morador de Novo Horizonte, explica a importância da reabertura das academias e da inclusão dos profissionais de educação física no rol de profissões da área de saúde, durante a pandemia do Coronavírus (Convid-19). “Nós que somos da área da educação física precisamos mais do que nunca estarmos presentes nesse combate ao vírus, pois somos os responsáveis pelo aumento da imunidade das pessoas. Todos que tiverem contato com o vírus deverão estar imunizados. O educador físico é o responsável para ajudar na reabilitação física e emocional, além daquelas pessoas que possuem problemas respiratórios, diabéticos, hipertensos, cardiovascular, depressão e estresse”, disse.


Texto: Abrahão Hackme / Assessor de Imprensa – Deputado Estadual Sebastião Santos (Republicanos)

Oliveira Barreto faz carreata para premi…

05-08-2020 Hits:178 Educação Fabio

Missão dada é missão cumprida para os alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental da escola municipal José D’Oliveira Barreto, do Jardim Bela Vista.