Algumas atividades vêm sendo retomadas com a flexibilização do Plano SP, porém os profissionais educadores físicos ainda não. A categoria está sendo penalizada há tempos com a não permissão desta atividade.

O presidente da Câmara, vereador Gleison Begalli (PDT), está questionando o prefeito Padre Osvaldo de Oliveira Rosa (PSDB) sobre a razão de os profissionais arte educadores já estarem sendo contratados, pela Secretaria da Cultura, para começar a trabalhar, sendo um total de 41 contratos firmados, e os profissionais educadores físicos não.

“A classe dos educadores físicos vem sofrendo há tempos sem poder trabalhar e exercer suas funções com dignidade”, pontua Begalli.

Gleison explica ainda que “o papel do educador físico vai além das necessidades de promoção, prevenção, proteção e recuperação da saúde, sendo esse de cunho essencial para nossa sociedade”.

O parlamentar solicita em sua propositura que medidas cabíveis sejam tomadas pelo poder Executivo, para que haja o devido reconhecimento desses profissionais.

Foto: Arquivo

Texto: Comunicação Social

Segunda onda: Pesquisa Banco Original e …

01-08-2020 Hits:494 Economia Fabio

O levantamento, aponta que 79% dos entrevistados ajustaram várias vezes a maneira como organizam as atividades ao longo desse período, o que representa um aumento de 6 pontos percentuais em...