Na noite de terça-feira, 23 de junho, durante a 138ª Sessão Ordinária, o Presidente da Câmara Municipal de Catanduva, Dr. Luis Pereira, fazendo uso das explicações pessoais, reivindicou à Prefeita Municipal, Marta Maria do Espírito Santo Lopes, a troca dos toldos e uma aparência melhor ao Mercado Municipal.

Durante sua explanação, o Chefe do Legislativo, mostrou-se indignado com o descaso do Poder Executivo e consequentemente com a atual situação do “Mercadão”.

“É comum que a gente encontre nas ruas, pessoas já entregues e sem nenhuma perspectiva de melhora de vida, na qual são chamadas de andarilhos. Eu quero dizer, que pela pujança da nossa cidade, pelo que Catanduva já representou e pelo Mercado Municipal, que já foi um cartão postal para Catanduva, eu quando olho aquele toldo e toda aquela fachada, eu enxergo como se fosse um andarilho, com as vestes caindo aos pedaços, e isso não pode existir no centro da cidade de Catanduva. Uma obra cujo custo para trocar aqueles toldos, aproveitando a estrutura metálica ali existente, eu falo que não passa de R$ 20.000,00 (vinte mil reais). Nós merecemos, Catanduva merece um tratamento diferenciado. Não podemos deixar que o cartão postal de nossa cidade seja comparado como se fosse um monte de trapos, é um desrespeito com o centro de Catanduva, com as pessoas que ali trabalham. Não podemos nos calar mais, esse dinheiro é o mínimo que se possa investir ali. Eu espero que não passe de 15/20 dias, sem que ali seja modificado. E eu acredito profundamente que a prefeita Marta, atenda nossa solicitação, pois não dá mais para esperar, o “Mercadão” e as pessoas que ali trabalham e frequentam merecem essa melhoria”,  afirma Dr. Luis Pereira.

Irio, que é proprietário de um dos box do Mercado Municipal, há 60 (sessenta) anos, aprova a solicitação do Chefe do Legislativo e afirma que há muitos anos o local precisa de revitalização.

“Meu pai abriu a primeira loja no “Mercadão” em agosto de 1960. E desde então eu com 9 anos comecei a acompanhar meu pai. Com 12 anos, eu comecei a ajudá-lo e aos 22 anos eu abri minha própria loja. Em 1981, eu fiz sociedade com meu pai, e tocávamos a loja. Estou há muito tempo no Mercado Municipal, e percebo que estamos esquecidos aqui. Os toldos estão em farrapos, pisos quebrados. Uma reforma seria viável, pois o povo gosta do mercadão, a região vem bastante aqui, então seria interessante que a prefeitura nos desse um apoio e melhorasse o visual do nosso querido Mercado Municipal”.

Fonte: Beatriz Albuquerque - Assessora de Comunicação Social/Câmara Municipal de Catanduva

Novorizontino realiza a campanha "T…

20-06-2020 Hits:77 Esportes Fabio

Na manhã deste sábado (20), O Grêmio Novorizontino, em parceria com o Hemonúcleo de Catanduva e a Santa Casa de Novo Horizonte, realizou a campanha de cadastro de Medula Óssea...