Pesquisa inédita da PwC Brasil e Instituto Locomotiva revela que nove em cada 10 brasileiros reconhecem que o ser humano deverá ser cada vez mais afetado pelos impactos das mudanças climáticas. Isso já é uma realidade sentida por parte da população, já que metade dos brasileiros enfrentou alagamentos na rua em que mora ou trabalha nos últimos cinco anos. Diante do cenário, para 89% é importante que as empresas devem adotar iniciativas de combate às mudanças climáticas.

A pesquisa ouviu 1.500 pessoas, no período de 26 de março a 10 de abril, anterior ao desastre ocorrido no Rio Grande do Sul, com o objetivo de mapear a percepção da população em relação à crise climática vivida pelo planeta. A margem de erro é de 2.5 p.p. Segundo o presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles, a tragédia enfrentada pelos gaúchos deve aumentar ainda mais o temor dos brasileiros em relação aos riscos de enchentes e, consequentemente, sobre o que pode ser feito para lidar com o cenário adverso.

O estudo ainda mostra que 18% já tiveram a casa invadida por enchente e 63% têm receio de ter a casa invadida pela água. O levantamento também revela que 74% temem sofrer alagamentos na rua em que moram ou trabalham, e 38% dos brasileiros afirmam que ficaram "presos" em casa ou em algum estabelecimento por conta de enchentes/alagamentos nos últimos cinco anos.

O estudo ainda aponta que os cidadãos das classes DE já vivenciaram mais alagamentos onde moram (50%, ante 46% das classes AB). O mesmo pode ser observado quando se faz o recorte em relação a pessoas brancas e negras - 52% dos negros já enfrentaram alagamentos nos últimos anos, ante 46% dos brancos.

"A questão central é que, para que os efeitos devastadores das mudanças climáticas sejam mitigados, é preciso enfrentar com ações concretas as desigualdades que permeiam nossas cidades, em especial as vilas, favelas e periferias. Diante disso, os consumidores estão de olho e cobrando o que o setor privado faz no combate às mudanças climáticas", diz Meirelles.

A percepção em relação às mudanças climáticas também é uma realidade para a maioria dos brasileiros: 8 em cada 10 afirmam ter notado chuvas mais fortes do que o habitual nos últimos anos, sendo que 81% relacionam esse fenômeno às ações humanas. Questionados sobre o aumento de pontos de alagamento ou enchentes, 76% observam o fato na cidade em que vivem e 95% acham que as atividades humanas são a causa.

De acordo com Maurício Colombari, sócio responsável pela área de sustentabilidade da PwC Brasil, os últimos acontecimentos demonstram a necessidade da existência de planos climáticos robustos. "A mitigação das mudanças climáticas falhou em nível global, e, portanto, já passou da hora dos governos se concentrarem na adaptação, com foco nos riscos trazidos por essas mudanças, assim como nos planos de contingência. A essa altura, a magnitude dos investimentos necessários para esse processo de adaptação representa um desafio enorme para os governos em todos os níveis."
   ​ ‍
Sobre a PwC 
   ​ ‍
Na PwC, o nosso propósito é construir confiança na sociedade e resolver problemas importantes. Somos um Network de firmas presente em 151 países, atuando no Brasil há mais de 100 anos, dedicados à prestação de serviços de qualidade em auditoria e asseguração, consultoria tributária e societária, consultoria de negócios e assessoria em transações. Saiba mais sobre a PwC e nos diga o que é importante para sua empresa ou carreira, visitando nosso site.

Fonte: CDI.COM

Grupo Muffato anuncia vagas de emprego p…

15-04-2020 Hits:5605 Economia Fabio

Grupo Muffato anuncia vagas de emprego para lojas em Catanduva. Varias oportunidades de trabalho. O Atendimento será com horário agendado