O primeiro tempo foi truncado, com poucas chances de gol. Já a segunda etapa, o Tigre conseguiu se movimentar mais, entrar na área do adversário e criar jogadas, porém, os times não saíram do zero ao final da partida.

O técnico Roberto Fonseca deu uma visão geral da partida. "No primeiro tempo, tivemos dificuldade para nos infiltrar nela na linha de marcação, mas na segunda etapa, trocamos algumas peças que surtiram efeito com os atletas entrando bem. A nossa criação foi boa, mas erramos o alvo, faltou calibrar a medida certa para finalizar. Mas nós temos uma equipe sólida, com a defesa menos vazada, vamos trabalhar para alinhar e fazer os gols nas próximas partidas".

Depois de disputar 3 jogos em 6 dias (dois do Paulistão, e 1 da Copa do Brasil), o Tigre entra agora em uma semana cheia, para organizar as peças, recuperar o fôlego e trabalhar para alcançar os objetivos.

"Encaramos cada jogo como uma decisão, e lutamos sempre pela vitória; hoje, infelizmente ela não veio, mas continuamos invictos na competição, e estamos no caminho certo. Não estamos aqui para arrumar desculpa, e sim uma solução, por isso, vamos aproveitar a semana para trabalhar duro, e buscar os três pontos fora de casa".

A próxima partida do Grêmio Novorizontino é no sábado (15), em Campinas, contra o Guarani, no Brinco de Ouro da Princesa, às 16h30.

FICHA TÉCNICA

Novorizontino 0 X 0 Ituano
5ª rodada da primeira fase
09/02/2020 – 19h00
Estádio Jorge Ismael de Biasi - SP


Árbitro

Salim Fende Chávez

Assistentes

Daniel Paulo Ziolli

Alberto Poletto Masseira

Público

2.001 pagantes.

Renda

R$22.705,00.

Cartões Amarelos

Novorizontino: Léo Baiano

Ituano: Baralhas, Keké e Léo Rigo.

Escalações:

NOVORIZONTINO

Oliveira; Felipe Rodrigues, Bruno Aguiar, Everton Sena e Paulinho; Adilson Goiano, Léo Baiano (João Pedro) e Higor Leite (Danielzinho); Cléo Silva, Felipe Marques e Jenison (Guilherme Queiroz).

Técnico: Roberto Fonseca.

ITUANO

Pegorari; Pacheco, Suéliton, Ricardo Silva e Léo Rigo; Baralhas, Corrêa e Marcos Serrato; Gabriel Taliari (Keké), Yago (Luizinho) e Luiz Paulo (Gui Mendes).

Técnico: Vinicius Bergantin.