Pela primeira fase da Copa do Brasil, o Tigre enfrentou o Figueirense, no Jorjão, na tarde de hoje. Só a vitória interessava, já que o empate dava a classificação ao adversário. O Novorizontino entrou focado, saiu na frente, e abriu o placar logo aos 13 minutos do primeiro tempo, com um gol de pênalti de Thiago Ribeiro, mas viu o Figueirense empatar, e depois, em um contra-ataque, virar o jogo. O placar final foi de 2x1 para o time visitante.

O técnico Roberto Fonseca fez uma análise da partida. "Em um jogo onde você entra sabendo que precisa ganhar, você acaba se expondo mais, tem que jogar com um time mais aberto, para buscar o resultado. No primeiro tempo, nós fizemos o gol, jogamos com intensidade, tivemos algumas chances para matar, e acabamos não fazendo. Na segunda etapa, eles tiveram mais o controle do jogo, empataram com um gol de bola parada, e como precisávamos da vitória, nos arriscamos e em um contra-ataque, eles fizeram mais um".

O goleiro Oliveira, um dos líderes da equipe, falou sobre a eliminação. "É muito gostoso quando saímos do campo com a vitória, mas é muito difícil quando saímos com a derrota. Nós temos que estar sempre preparados para tudo. Quando ganhamos não podemos comemorar demais, e quando perdemos, não dá para lamentar demais". Ele terminou falando sobre os próximos passos da equipe. "A Copa do Brasil para nós acabou hoje, mas o nosso ano está apenas começando; agora temos que focar no próximo jogo do Paulistão, pois temos a condição de com uma vitória, assumir a liderança geral do campeonato".

Agora, o Tigre segue focado no Campeonato Paulista, onde é vice-líder do Grupo B, com 8 pontos. A próxima partida é no domingo (09), às 19h, contra o Ituano, no Jorjão.

Texto: Maria Paula Laguna.