No final de agosto, as unidades do Sesc São Paulo iniciaram a retomada gradual de alguns cursos presenciais. O retorno às atividades físicas segue alinhado às recomendações do Plano São Paulo, estabelecido pelo governo estadual, e pelas determinações das prefeituras municipais, adotando as precauções necessárias para diminuir o risco de contágio e propagação do vírus. As visitas espontâneas às unidades continuam suspensas, por ora e o acesso será restrito a frequentadores inscritos nas atividades físicas.

Em função dos protocolos vigentes, não retornarão nesse momento os alunos que compõem o grupo de risco, entre os quais, aqueles com mais de 60 anos, bem como, crianças até 12 anos. As atividades serão oferecidas somente para alunos inscritos com agendamento prévio.

Os cursos retornarão gradualmente somente nas unidades que estiverem em regiões classificadas a partir da fase amarela no Plano São Paulo e que, caso haja regressão para fases anteriores, a oferta dos serviços poderá ser reavaliada. Assim, nas unidades do Sesc Catanduva e Rio Preto que já se encontram na fase amarela, o atendimento terá sua retomada no próximo dia 15, terça-feira. Já na unidade do Sesc Birigui, a retomada aconteceu em 25 de agosto.

“A ação do Sesc é bastante abrangente. Ela envolve a ação no campo da cultura, com todas as suas linguagens: na música, no cinema, no teatro, na dança, nas artes visuais. Mas o Sesc tem uma ação mais ampla, socioeducativa, na medida em que atua também com grupos vulneráveis, como idosos, crianças e pessoas de baixa renda”, afirma o diretor do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda. “Queremos dar início à prestação de serviços que julgamos indispensáveis e fundamentais à população e ao trabalhador, e que podem colaborar para a integralidade do bem-estar individual e o desenvolvimento social”, completa. “É um renascimento. Tivemos que inventar um modo de fazer, primeiro no ambiente virtual, e agora no presencial. Faremos tudo com o cuidado e os protocolos necessários para a segurança de funcionários e do público para, em seguida, pensar no pós-pandemia”, finaliza o diretor.

As unidades estão sinalizadas com recomendações de auto cuidado e segurança que deverão ser seguidas pelo público, além de marcações que orientam o distanciamento físico adequado para a circulação no prédio, nas salas, elevadores e com a medição de temperatura na entrada. Álcool em gel e desinfetante ecológico serão disponibilizados para o público e os vestiários não serão utilizados para banho e troca de roupas, disponíveis apenas para necessidades básicas e assepsia das mãos; os sanitários também terão oferta reduzida à higiene básica. As rotinas das equipes de limpeza foram ajustadas a fim de intensificar a frequência de higienização das superfícies de contato e espaços confinados, como os elevadores, por exemplo, que estão programados para serem higienizados a cada 1h.

A Ginástica Multifuncional (GMF), a primeira atividade física a retomar o atendimento presencial, é composta de aulas como condicionamento físico, alongamento, exercícios integrados e aulas em grupo, ministrados por educadores do Sesc São Paulo. Neste momento, o formato das aulas contempla apenas atividades individualizadas, em atendimento aos protocolos vigentes durante o período de pandemia.

Retorno das atividades físicas

Os alunos que retomarem as atividades físicas deverão sempre fazer o uso de máscara de proteção, inclusive durante a prática. O Sesc também não receberá novos inscritos para as modalidades e o número de alunos por turma será reduzido, para garantir o distanciamento físico , respeitando o limite de uma pessoa a cada 8m². Os alunos matriculados receberão as orientações necessárias para suas consultas e aulas por meio de contato telefônico, e-mail ou SMS .

Nesse primeiro momento não haverá cobrança de mensalidades, mas a atualização do exame clínico que habilita o aluno para a prática de atividades físicas será exigida. Alunos já inscritos, cuja Credencial expirou, terão sua validade prorrogada até 31 de outubro. Para consultar a validade da Credencial, o Sesc disponibilizou, gratuitamente, o aplicativo Credencial Sesc SP, que pode ser baixado no Google Play e App Store.

Como agendar as aulas

Para agendar seu horário, os alunos deverão acessar a Central de Relacionamento Digital do Sesc São Paulo, pelo link sescsp.org.br/agendamento em que estará disponível a grade de atividades de cada unidade – que contempla intervalos maiores para a limpeza que ocorrerá entre as aulas ou entre as utilizações, garantindo a segurança na ocupação posterior desses espaços. Complementa esse processo a instalação de centrais de sanitização em todas as salas, com produto desinfetante ecológico para utilização do público na limpeza dos materiais esportivos de uso individual.

Horários das aulas

Sesc Catanduva

Terça a sexta-feira das 14h15às 19h45.

Sábados das 10h15às 13h30.

Aulas com oito alunos por horário. Intervalo de 30 minutos entre cada turma para higienização do espaço.

 

Sesc Rio Preto

Terça a sexta das 17h às 21h

Sábado: fechado

Aulas com vinte alunos por horário.

Intervalo de 30 minutos entre cada turma para higienização do espaço.

 

Sesc Birigui

Terça a sexta das 14h às 20h

Sábados das 10h às 14h

Intervalo de 30 minutos entre cada turma para higienização do espaço.

Ações digitais do Sesc

O público pode continuar acompanhando o Sesc São Paulo com a programação diária de transmissões ao vivo, agrupadas sob a hashtag #EmCasaComSesc que inclui diversas linguagens artísticas: apresentações musicais, experimentações cênicas, exibições de filmes e apresentações para crianças, além de debates, bate-papos e treinos esportivos. Saiba mais em www.sescsp.org.br

Cuidado com os Funcionários

Sempre atento à saúde dos funcionários, o Sesc limitou as jornadas de trabalho presenciais a turnos de até 6 horas para pessoas que não fazem parte do grupo de risco. A escolha do horário de funcionamento das unidades também privilegiou o deslocamento fora dos horários de pico no transporte público, além da oferta dos equipamentos de proteção individual necessários para o desempenho das atividades profissionais nos setores, como máscaras PPF2, avental de TNT, luvas e protetores faciais. “O Sesc, desde o início da pandemia, implementou todas as ações necessárias para garantir a segurança dos funcionários, terceirizados, fornecedores e do público frequentador. O treinamento das equipes para a retomada das atividades presenciais visa a segurança dos funcionários e do público, tanto quanto a compreensão do difícil momento que a sociedade enfrenta, para que os funcionários se percebam como agentes da mitigação das consequências da pandemia no acolhimento ao público do Sesc.”, resume Danilo Miranda.

Desde o último dia 10, uma parcela dos funcionários iniciou os treinamentos para os protocolos de segurança em saúde, higiene e comportamento, e a intensificação dos trabalhos para a readequação estrutural das unidades. Cultura de Paz, Liderança, Saúde e Segurança Ocupacional, Cuidados com a Saúde Mental/Emocional e Fatores Psicossociais, Conjuntura Macroeconômica, Acessibilidade, Cidadania e Direitos Humanos em Tempo de Pandemia foram os temas selecionados pela gerência de Desenvolvimento de Pessoal para a instrumentalização das equipes nesta etapa, com a consultoria técnica de profissionais como os médicos Dráuzio Varella e Esper Kallás, além de um time multidisciplinar que conta com a jornalista Lia Diskin, o psicólogo Ricardo Hirata e a professora de Economia Carla Beni, entre outros, que estão contribuindo para a capacitação dos funcionários para a retomada do atendimento ao público.

+ SOBRE O SESC SÃO PAULO

O Sesc completa 74 anos em 2020 e conta com 40 unidades operacionais no estado. Desenvolve ações socioeducativas com o objetivo de promover bem-estar e qualidade de vida aos trabalhadores do comércio, serviços, turismo e suas famílias e para toda a sociedade. Mantido e administrado pelos empresários do setor, o Sesc é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que atua nas dimensões físico-esportiva, meio ambiente, saúde, odontologia, turismo social, cultura, alimentação e segurança alimentar, inclusão, diversidade e cidadania. As iniciativas da instituição partem das perspectivas cultural e educativa voltadas para todas as faixas etárias, com o objetivo de contribuir para experiências mais duradouras e significativas. São atendidas nas unidades do estado de São Paulo cerca de 30 milhões de pessoas por ano. Hoje, aproximadamente 50 organizações nacionais e internacionais do campo das artes, esportes, cultura, saúde, meio ambiente, turismo, serviço social e direitos humanos contam com representantes do Sesc São Paulo em suas instâncias consultivas e deliberativas.

HEC recebe R$ 100 mil do deputado Fausto…

14-07-2020 Hits:204 Política Fabio

Para a compra de produtos de higiene e limpeza, medicamentos, materiais hospitalares, alimentos e prestação de serviços, o Hospital Emílio Carlos recebeu verba de R$ 100.000,00 do deputado federal Fausto...