No sábado (16/05), em uma live, a BlueTrade, uma das cinco maiores operações da XP Investimentos, reuniu Roberto Zampini Jr., vice-presidente do Grupo Imediato; - empresa logística que opera em todo território nacional e Ilan Nigri, sócio na Vinci Partners e especialista em fundos imobiliários de galpões logísticos. O webinar “Você precisa de logística! Como a cadeia de fornecimento tem ajudado os pequenos e médios empresários”, que foi gratuito e com duração de aproximadamente uma hora, contou com a mediação de Leone Cabral e Eliseu Hernandez, sócio-fundador e assessor de investimentos da Blue Trade, respectivamente.

O evento online discutiu soluções para abastecimento, gestão de recursos e novos modelos de entregas devido aos impactos do isolamento social e medidas de restrição impostos pela pandemia de coronavírus, importância da malha logística no Brasil, bem como respostas do mercado financeiro aos desafios do setor. Dados da Associação Brasileira de Logística (Abralog) apontam que o transporte rodoviário de cargas representa 65% da malha de movimentação de produtos no Brasil, sendo que 86% das empresas foram afetadas pela crise com queda média de 46% no faturamento.

Zampini enfatizou que a tendência no início do ano, rapidamente teve que se transformar em uma realidade e as empresas do setor logístico tiveram que se adaptar rapidamente “Tivemos uma mudança no comportamento de consumo e consequentemente no conceito de operação. O setor logístico é menos volátil que outros setores, é mais resiliente, mas ao mesmo tempo é o primeiro a ser impactado, consumo diminui, demanda diminui, e também o primeiro a acelerar no pós-crise. As empresas de logística e de transporte são sensíveis às oscilações de mercado e tiveram que se preparar e se de adequar em vários pontos, mas o principal foi que, com o aquecimento do delivery e do e-commerce, precisamos aumentar e aprimorar a entrega ao consumidor final, que tem um nível de exigência bem maior”, avaliou o executivo.

Para isso, o Grupo organizou um comitê, desde fevereiro, com dois focos principais: garantir emprego e saúde de toda a equipe e garantir a saúde financeira da empresa. Entre outras medidas tomadas, houve a intensificação de treinamentos, transformação de todos os veículos equipando-os com tonéis de água e sabão, distribuição de kits de prevenção (máscaras, termômetros e álcool gel) entre os colaboradores, cortes de reuniões presenciais e transferência do pessoal administrativo para sistema de home office.  “No âmbito externo, estreitamos o relacionamento com os clientes e parceiros, alimentando-os de informações para elaboração de um plano de alinhamento de estratégias e calibrando as ações diariamente de acordo com especificidades de cada um”, explica Zampini.

Por outro lado, no mercado financeiro, os fundos imobiliários de galpões logísticos viram as cotas altas de janeiro terem uma movimentação “irracional”, segundo Ilan Nigri, com a perspectiva da pandemia de Covid 19. “Em março, as cotas dos FIIs chegaram a fechar de 30% a 40% abaixo das cotas patrimoniais. Quem acreditou no setor e soube aproveitar esta oportunidade, comprou barato até o início de março e já está sentindo agora a estabilização e normalização do mercado. Devido a uma premissa, por parte dos investidores, de uma possível diminuição de recebimento de aluguéis, as cotas dos fundos acabaram sofrendo uma queda de imediato, mas esqueceram de levar em conta o valor da perpetuidade do imóvel. Agora o setor já se estabilizou e até vislumbra perspectiva de crescimento devido, entre outras questões, ao aquecimento do e-commerce. No caso da logística de “last mile” é possível que o mercado comece aproveitar espaços ociosos em estacionamentos e lojas, prédios abandonados e até mesmo self storages, para  transformá-los em galpões perto ou mesmo dentro das cidades. Com mais pontos de distribuição, é possível ganhar tempo de entrega e reduzir custos, o que atrai investidores.”, argumenta Nigri.

De acordo com Leone Cabral, a Bluetrade adotou, desde o início da Pandemia, uma postura de aproximação e apoio aos clientes com prestação de serviços e informações de qualidade para ajuda-los nas tomadas de decisão e essa live foi elaborada com este conceito. “Adotamos posturas e atitudes no sentido de orientar e levar informação de qualidade sobre os mais variados assuntos, com lideranças do mercado em cada setor. Apesar de distantes fisicamente, nunca estivemos tão próximos de nossos clientes”, explica. 

Quem não conseguiu participar ao vivo da Live, pode acessar o conteúdo completo no link https://www.youtube.com/watch?v=huTIDX2FeBs.

Fonte: Outras palavras

Municípios recebem R$ 527 milhões no p…

09-09-2020 Hits:182 Economia Fabio

A estimativa da Secretaria da Fazenda e Planejamento é que sejam destinados R$ 2,23 bilhões às prefeituras neste mês