Balanço divulgado pelo Ministério da Economia revela que Catanduva mantém participação expressiva nas exportações brasileiras. No acumulado de janeiro e fevereiro, foram movimentados US$ 29,17 milhões, o que corresponde a um aumento de 42,7% no comparativo com o mesmo período do ano passado.

Já as importações tiveram redução de 5,6%, o que resultou em investimento de US$ 1,47 milhão em produtos de fora. Diante disso, a balança comercial de Catanduva fechou os dois primeiros meses do ano com superávit de US$ 27,7 milhões.

Entre os países parceiros, que recorreram a matérias-primas da Cidade Feitiço, estão Malásia (17%), Arábia Saudita (14%), Japão (12%), China (11%) e Holanda (8,2%). A lista de produtos exportados traz açúcares (37%), extratos e essências de café (34%), sumos de frutas (9,6%), soja (8,8%) e óleo de amendoim (7%).

Catanduva, por sua vez, buscou por produtos do Japão (54%), China (20%), Itália (11%), Índia (6,2%) e Alemanha (4,4%). Entre os itens que vieram do exterior estão máquinas e aparelhos para impressão (54%), fios, cabos e condutores isolados para usos elétricos (13%), torneiras e válvulas (6,1%) e máquinas mecânicas (4,9%).

“Esses dados revelam a potência da nossa cidade para o comércio exterior. Temos diversas empresas que atuam pensando em outros países e isso faz a diferença. Parcerias como essa impulsionam a economia de Catanduva e nos traz projeções otimistas para o futuro”, destaca a secretária de Desenvolvimento, Beatriz Trigo.

Deputado Geninho Zuliani destina R$ 200 …

28-05-2020 Hits:133 Saúde Fabio

O deputado federal Geninho Zuliani (DEM) destinou verba de R$ 100 mil para o Hospital Emílio Carlos e R$ 100 mil para o Hospital Padre Albino, mantidos pela Fundação Padre...