O ano de 2020 começou com muita gente procurando oportunidade de renda, emprego e autonomia. O Portal do Empreendedor revela que, a cada dia de janeiro, quatro pessoas decidiram abrir o próprio negócio, em Catanduva. Para se ter uma ideia, foram 125 novos Microempreendedores Individuais (MEI’s) que, mais do que arriscar, acreditam em um futuro promissor com ideias inovadoras.

A lista de microempreendedores em Catanduva é extensa e inclui fabricação de conservas de frutas, horticultura, criação de animais de estimação, fabricação de produtos de carne, preparação de terrenos, fabricação de sucos, hortaliças e legumes, fabricação de produtos derivados do cacau e de chocolates, vinagres, estamparia, tapeçaria, material para uso publicitário, móveis, entre outros.

“Acompanhamos mês a mês os números de formalização de MEI’s para medir, inclusive, a continuidade da eficiência do Programa Empresa Agora nos quesitos ‘Apoio ao Microempreendedor’ e ‘Desburocratização’. Para nossa satisfação, desde 2017 conseguimos incrementar o número de MEI´s em mais de 84%, ou seja, quase dobramos a quantidade nesse segmento. É um grande feito”, comemora o secretário de Desenvolvimento, Fabio Rinaldi Manzano.

Ranking

Com os números de janeiro, Catanduva soma 6.298 MEI’s. A Cidade Feitiço ocupa o 6º lugar no ranking de maior número de abertura de negócios, entre 10 municípios com população semelhante. A pesquisa, feita pela equipe da Secretaria de Desenvolvimento, leva em consideração o primeiro mês deste ano.

No topo da lista aparece Cubatão, com 147 MEI’s, seguida por Ribeirão Pires, com 141 microempreendedores individuais. O terceiro lugar ficou para Birigui, com 137 novos MEI’s, tendo na sequência Votorantim (136) e Tatuí (127).

Com o mesmo número de MEI’s abertas em Catanduva aparece Santana de Parnaíba. Guaratinguetá ocupa a 7ª posição do ranking (121) e Sertãozinho aparece em 8º, com 119 MEI’s. Valinhos (102) e Barretos (73) fecham a lista.